Imagem Blog

Pop! Pop! Pop!

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

Criança salva vida da irmã com “ajuda” de programa de TV

"Foi só quando eu ouvi a Skye gritando 'Mãe, mãe!' que eu percebi que tinha algo muito errado", contou a mãe das meninas após o susto

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 14 dez 2017, 19h45 - Publicado em 14 dez 2017, 19h39

Uma menina de apenas 8 anos de idade salvou a vida da sua irmã caçula após assistir a um programa de televisão. A mãe das meninas, Jackie Nelson, deu um pequeno pedaço de chocolate para Peyton, de 1 ano, quando subiu rapidamente para o segundo andar da casa da família, na Escócia. Ela ouviu o som de tosse vindo do térreo, mas não achou que era nada demais — até ouvir a voz de Skye, a filha mais velha, gritando em pânico.

Ao descer as escadas, Jackie encontrou Peyton azul e tendo problemas para dificuldades para respirar, enquanto Skye estava ajoelhada ao lado da irmã, batendo repetidamente em suas costas. Segundos depois, a bebê vomitou e deslocou o chocolate que estava entalado em sua garganta e se recuperou do susto. A mãe disse que a filha mais velha, que quer ser médica, é obcecada por programas médicos da televisão e, por causa disso, sabia como proceder ao ver a irmã engasgando. Duas das atrações favoritas da menina são “24 Horas na A&E” e “Dentro da Ambulância”.

Foi só quando eu ouvi a Skye gritando ‘Mãe, mãe!’ que eu percebi que tinha algo muito errado. Ela parecia assustada. Ela não estava chorando ou gritando, mas você podia ouvir o medo na voz dela“, contou a mulher ao The Daily Mail. “Parecia uma tosse. Peyton sempre tossiu muito quando bebê, então eu não achei que fosse nada demais. Mas quando eu ouvi a voz da Skye, eu sabia que tinha algo errado“.

O marido de Jackie estava na cozinha preparando o jantar na hora do acidente e não conseguiu ouvir a comoção que acontecia na sala. Eles também são pais de Ava, de 5 anos: “O meu coração estava acelerado. Foi só mais tarde, à noite, quando sentamos na mesa de jantar e nos acalmamos, que percebemos que, se a Skye não tivesse agido rápido como agiu, nós teríamos perdido a nossa filha“, desabafou a mãe. “Peyton ficou bem, mas nós só percebemos o quão grave poderia ter sido quando a levamos para o pronto-socorro. Eles disseram que fomos muito sortudos“.

Continua após a publicidade

Após o ato de coragem que salvou a vida de sua irmã mais nova, Skye ganhou o prêmio de “Jovem Herói dos Primeiros Socorros” como parte de uma ação escocesa para promover a prevenção. Ela recebeu um certificado do serviço de ambulâncias do país por sua valentia e pensamento rápido. “Eu confio nas habilidades dela. Ela é muito madura para a idade. Ela gosta de todos os programas médicos é é muito questionadora. Ela está sempre me perguntando — e eu tento responder da melhor forma possível“, contou Jackie. 

Dê sua opinião: E você, o que achou da história emocionante? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.