Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Jovem pede ajuda on-line para motivar mãe de 53 anos a voltar aos estudos

"A minha mãe está com 50 e poucos anos e está preocupada que seja tarde demais para conquistar um doutorado", escreveu a jovem de 25 anos no Twitter

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 3 abr 2018, 17h38 - Publicado em 3 abr 2018, 17h06

Trina Dye é uma mãe de três filhos de 53 anos de idade que mora em Los Angeles, nos Estados Unidos. “Ela desistiu da carreira como pianista para nos criar“, contou ao BuzzFeed Morgan York, jovem de 25 anos e filha de Trina. A mulher, que hoje mora em Nova York, é escritora e já trabalhou como atriz mirim em projetos como o seriado Hannah Montana e o filme Doze É Demais. Ela disse que a sua carreira só é possível por causa dos sacrifícios e apoio da mãe no dia a dia.

A mãe de Morgan hoje trabalha em uma firma de advocacia. Em 2012, ela retornou à escola para concluir o mestrado em performance para piano. Estava há 23 anos longe das salas de aula. Ela, no entanto, teve que parar novamente de estudar porque estava preocupada que o tempo investido na formação seria tirado dos filhos. A revelação aconteceu quando Morgan desabafava para a mãe sobre seus medos de “nunca se tornar uma autora publicada”. A mulher encorajou a filha imediatamente — e, na sequência, perguntou: “Você acha que eu sou louca por estar considerando um doutorado na minha idade?“. 

Morgan disse para Trina que muitas pessoas começam novos capítulos de suas vidas aos 50 anos, ou até mais tarde. Ainda insegura, a mãe da jovem respondeu: “Sim, mas não muitas pessoas“. A resposta não agradou à jovem: “Não me pareceu justo que ela sempre tenha apoiado os meus planos, assim como os dos meus irmãos, mas não se sentia confiante o suficiente sobre os próprios planos. O encorajamento incansável da minha mãe é o que me faz acreditar que os meus sonhos são alcançáveis“.

A jovem, então, teve uma ideia: na sexta (30), ela publicou uma mensagem no Twitter: “A minha mãe está com 50 e poucos anos e preocupada que seja tarde demais para conquistar um doutorado. Compartilhe o post se você acha que ela deveria seguir em frente“, escreveu Morgan na rede social. A mulher, claro, questionou Trina se estava tudo bem publicar a mensagem no Twitter. Ela achava que um pequeno apoio poderia ser o encorajamento que ela precisava, mas a internauta acabou recebendo muito mais que isso. Confira:

Continua após a publicidade

Até o momento, mais de 100 000 pessoas já retuitaram a mensagem publicada por Morgan. Nos comentários, outras mulheres contaram suas histórias e se identificaram com Trina. Muitas revelaram que só decidiram estudar e trabalhar aos 60 anos: “Você não precisa ser a melhor. Basta aparecer e tentar, é tudo o que o universo espera de nós“, escreveu uma mulher.  A repercussão na internet deixou mãe e filha sem palavras. “É incrível. Eu fiquei — e ainda estou — chocada com o tamanho do amor e apoio de pessoas de todas as idades. É realmente inspirador“, disse Trina.

Alguns internautas alertaram a família para os desafios que serão enfrentados, dizendo que a especialização pode até “sugar a sua alma”. “Eu não duvido que eles estejam certos. Mas se existe alguém que pode lidar com isso, esse alguém é a minha mãe. Ela é a minha heroína“, disse Morgan.

Após a repercussão da história no Twitter, Trina confirmou ao BuzzFeed que se inscreveu na faculdade: “Eles não poderiam ter me apoiado mais“, contou a mulher sobre os filhos. “Esse processo confirmou a minha crença de que as pessoas sempre podem nos surpreender e que nós sempre somos inspirados por pessoas que se arriscam. Ele também reacendeu a minha crença em mim mesma“. A família também está agradecida pelo apoio on-line e a mãe garante que irá “ralar muito” para não desapontar os internautas. “A minha filha, eu gostaria de dizer… eu não poderia estar mais orgulhosa de você“.

Dê sua opinião: E você, o que achou da história inusitada de Trina e sua família? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês