Imagem Blog

Notas Etílicas - Por Saulo Yassuda

Por Saulo Yassuda
O jornalista Saulo Yassuda cobre cultura e gastronomia. Faz críticas de bares na Vejinha há dez anos. Dá pitacos sobre vinhos, destilados e outros assuntos
Continua após publicidade

Nu i Cru: um bar de coquetelaria na Casa das Caldeiras

O espaço é tocado pelos donos do Picco, de Pinheiros. Leia a crítica

Por Saulo Yassuda Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
18 mar 2022, 06h00

Dificilmente você vai caminhar pela Avenida Francisco Matarazzo e “cair” no Nu i Cru. Circular pelo bar é um privilégio dos curiosos que, longe dos olhos dos passantes, sabem que funcionam espaços para bebericar na Casa das Caldeiras.

Esse, mais especificamente, é dedicado aos coquetéis e foi aberto em novembro pela turma do Picco, de Pinheiros. Ao chegar, é necessário mostrar o comprovante de vacinação, descer lances de escada e atravessar um enorme espaço fabril desativado — o Nu i Cru é o pedaço banhado de iluminação rosa e roxa.

Pouca gente fica no salão. Muito mais gostoso é bebericar na área externa, pertinho da linha do trem, sempre com gente de 20 e poucos anos animada por DJs e bandas. O esquema é pagar no caixa e retirar no balcão drinques feitos pelo bartender Luan Figueredo.

Drinque de cor escura servido em copo baixo com um grande gelo
Drinque reverse black manhattan: bitters, bourbon e Averna (Romero Cruz/Veja SP)

As misturas da carta criada pelo sócio Lula Mascella seguem, ainda bem, o padrão da casa-irmã, mas têm estilo diferente: são próprias para ser preparadas com mais agilidade e sem insumos ultraelaborados.

Continua após a publicidade

As opções mais fáceis de tomar se mostram especialmente interessantes, como o caju spritz (cachaça, Aperol, limão-siciliano e borbulhante de caju; R$ 36,00) e o thirsty afternoon (gim, vermute seco, tônica, bitter e azeitona verde; R$ 36,00), receita emprestada de Gabriel Bressane, do Ritz.

Drinque de cor levemente alaranjada servido em um copo longo decorado por uma fatia de laranja e uma azeitona verde
Thirsty afternoon: gim, vermute seco, tônica, bitter e azeitona verde (Romero Cruz/Veja SP)

Prefere opções de sabor mais intenso? O reverse black manhattan (Averna, bourbon e bitters; R$ 36,00) é adocicado e vem com um gelão, que o deixa mais diluído.

Esqueça das velhas conhecidas pizzas do Picco — a comida deve ser pedida nos estandes vizinhos, que ocupam o quintal desse antigo pedaço de indústria.

Continua após a publicidade

Nu i Cru
Avenida Francisco Matarazzo, 2000 (Casa das Caldeiras), Barra Funda.
Das 18h até 0h (sexta até 1h; sábado 16h/1h; domingo 16h/23h; fecha segunda a quarta-feira).
Tem acessibilidade.
Instagram: @nu.i.cru. 

Avaliação: BOM (✪✪✪)

Confira o cardápio abaixo:

carta de drinques
(Divulgação/Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

 

Para ficar por dentro do universo dos bares e da gastronomia, siga @sauloyassuda no Instagram e no Twitter.

+ Assine a Vejinha a partir de 12,90 mensais

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.