Imagem Blog

Notas Etílicas - Por Saulo Yassuda Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Saulo Yassuda
O jornalista Saulo Yassuda cobre cultura e gastronomia. Faz críticas de bares na Vejinha desde 2014. Dá pitacos sobre vinhos, destilados e outros assuntos
Continua após publicidade

Moderno, Bonita Café ocupa o térreo de edifício histórico no centro

Montada em frente à Praça da República, a cafeteria seleciona bem os grãos que usa. Leia a crítica

Por Saulo Yassuda Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
9 fev 2024, 06h00

O Bonita Café surgiu em agosto passado no ponto onde funcionou por onze anos outra casa do gênero, o Buona Café. Embora carreguem a mesma palavra no nome, são negócios beeem diferentes.

O antecessor recebia profissionais da região da República para uma xicrinha tirada na pressa e uma coxinha rápida.

+ Bolo de cenoura americano, escuro e com cream cheese, vira queridinho

Agora, com o ambiente 100% renovado, o novato se mostra outro modelo de cafeteria, que pensa com cuidado na origem dos grãos, nos processos de torra e nos fornecedores de comidinhas.

Continua após a publicidade

À frente do negócio atual e, curiosamente, do anterior também, está Telma Silva Ferreira da Cruz, que confessa ter tido receio de ficar para trás após reparar no perfil mais moderno dos estabelecimentos que surgiam no entorno. Daí a virada.

Para a mudança de rota, a empresária contou com o auxílio de especialistas. A arquiteta Cristina Tosta, do Republica Arquitetura, valorizou o espaço, no térreo do Edifício Eiffel, projetado por Oscar Niemeyer e Carlos Lemos nos anos 50. Todo claro, o espaço aberto para a Praça da República ganhou um balcão tortuoso ao redor do qual ficam as banquetas.

bonita-café-cappuccino
Cappuccino gelado: do Bonita Café (Ricardo Dangelo/Veja SP)

Para a área de café, foi escalado o barista Ton Rodrigues, que fornece os grãos da Ito Cafés Especiais.

O público toma um cappucccino bem feito (R$ 15,00), que pode surgir também na versão gelada (mesmo preço), com leite aerado na prensa francesa.

O café coado (R$ 12,00) conservado na garrafa térmica chega em segundos e é renovado de hora em hora. Para os métodos filtrados, como o aeropress (R$ 17,00), é possível eleger entre cinco grãos.

Continua após a publicidade

Só o expresso básico (R$ 8,00), feito apenas com a variedade catuaí amarelo, deixou a desejar: a crema que encobre o líquido se defez muito rapidamente.

Bom para o desjejum, o ovo mexido vem com fatias douradas de pão (R$ 16,00).

Os bolos, cujos sabores mudam diariamente, têm versões como cenoura com cobertura de chocolate à base de água (R$ 13,00 a fatia), preparados pela anfitriã.

Continua após a publicidade

Avaliação: BOM (✪✪✪)

Bonita Café

Praça da República, 167, Centro, metrô República, telefone 3129- 9393.
Das 8h às 19h (fecha domingo).
Instagram: @_bonitacafe. 

Publicado em VEJA São Paulo de 09 de fevereiro de 2024, edição nº 2879

Continua após a publicidade

BAIXE O APP COMER & BEBER E ESCOLHA UM ESTABELECIMENTO:

IOS: https://abr.ai/comerebeber-ios

ANDROID: https://abr.ai/comerebeber-android

Continua após a publicidade

Compartilhe essa matéria via:

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.