Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Barbara Demerov Filmes e Séries - Por Barbara Demerov

Em Spencer, Kristen Stewart brilha na pele de Princesa Diana

Filme, que estreia em 27 de janeiro, se passa no momento antes da separação de Lady Di e Príncipe Charles; emoções fora dos holofotes acertam o tom do filme

Por Barbara Demerov Atualizado em 20 jan 2022, 17h04 - Publicado em 21 jan 2022, 06h00

O filme Spencer, cotado ao Oscar 2022,entra em cartaz nas salas de cinemas no dia 27 de janeiro. Protagonizado por Kristen Stewart e dirigido por Pablo Larraín (que já dirigiu a cinebiografia de Jackie Kennedy, com Natalie Portman), o longa realça um período muito particular na vida da princesa de Gales.

Prestes a se separar do príncipe Charles (Jack Farthing), buscando dar atenção a seus filhos pequenos e tendo de lidar com a preocupação de ser julgada dentro e fora dos territórios da família real britânica, a protagonista está em um péssimo momento. De forma até um pouco fantasiosa, Larraín narra o que pode ter acontecido no último Natal que passou ao lado da rainha e seus parentes.

+ 8 tesouros no catálogo da Netflix que vão te surpreender

Kristen, que há anos deixou de ser vista apenas como “a atriz de Crepúsculo”, demonstrando potencial para papéis fortes (Personal Shopper é um bom exemplo), prova seu talento na pele de uma figura icônica, ainda presente no imaginário popular.

É inevitável pensar que sua performance como Lady Di já na fase adulta colide com a atuação de Emma Corrin, que a interpreta ainda jovem e antes do casamento na série The Crown, da Netflix. Ambas externam as emoções da princesa com maestria, mas de jeitos diferentes.

Em Spencer, Diana já está completamente exausta da etiqueta formal em eventos familiares e desafia o marido e funcionários da rainha. Ela não consegue mais mentir (para os outros e para si mesma) e, ainda, enfrenta seu distúrbio alimentar.

Continua após a publicidade

O tom do filme, por vezes urgente com as atitudes impulsivas de Diana, é acertado para simular diálogos e emoções fora dos holofotes. E essa escolha criativa só serve de impulso para a atriz comover o público com um retrato sobre a mulher por trás de sua imagem pública.

Com 31 anos, Kristen deve ser indicada ao Oscar de melhor atriz pela primeira vez. Um trabalho digno de aplausos, que transmite solidão e afeto em medidas iguais.

+Assine a Vejinha a partir de 12,90. 

Publicado em VEJA São Paulo de 26 de janeiro de 2022, edição nº 2773

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês