Imagem Blog

Filmes e Séries - Por Barbara Demerov Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Aqui você encontra críticas, entrevistas e as principais novidades sobre o mundo do cinema e do streaming
Continua após publicidade

Jordan Peele acerta novamente com o eletrizante ‘Não! Não Olhe!’

Novo longa do diretor de 'Corra!' (2017) é uma excelente pedida para os cinéfilos que prezam por uma história surpreendente do início ao fim

Por Barbara Demerov
2 set 2022, 06h00

✪✪✪Jordan Peele (de Corra! e Nós) ataca novamente, desta vez com um suspense ainda mais autoral que se passa em um local isolado nos Estados Unidos. Não! Não Olhe está em cartaz nos cinemas, arrecadou mais de 3 milhões de reais na bilheteria nacional e é uma excelente pedida para os cinéfilos que prezam por uma história surpreendente do início ao fim.

+ Conheça os filmes pré-selecionados para concorrer à indicação ao Oscar

Daniel Kaluuya (que já colaborou com o diretor em Corra!), Keke Palmer, Brandon Perea, Steven Yeun e Michael Wincott compõem um singelo, mas poderoso elenco. A trama acompanha OJ (Kaluuya) e Emerald (Keke), dois irmãos que vivem em um grande rancho no sul da Califórnia. O local é especial, pois foi onde o pai, criador e domador de cavalos na indústria cinematográfica, moldou sua carreira.

Se por anos tudo foi encaminhado com organização e calma, logo o cenário se complica. Os irmãos testemunham uma descoberta, no mínimo, estranha, e temem que a segurança dos locais esteja em risco. Eles estão sozinhos ou não?

Continua após a publicidade

Mesclando elementos de ficção científica, Peele cria uma história eletrizante sobre a chegada de seres extraterrestres. E, se por fora ‘Não! Não Olhe’ parece ser o filme que menos entrega críticas sociais em seu recheio, não se engane. O longa — que tem tudo para integrar a lista de cotados ao próximo Oscar — insere questões sobre a presença (ou o apagamento) de pessoas negras no mercado audiovisual e a obsessão de se registrar absolutamente tudo no celular, inclusive tragédias.

O comentário do diretor é mais sutil, pois o foco é a construção de um enredo deliciosamente inquietante. Mas tudo coincide naturalmente neste espetáculo sonoro e visual que deve ser visto na tela grande.

+Assine a Vejinha a partir de 9,90. 

Continua após a publicidade

Publicado em VEJA São Paulo de 7 de setembro de 2022, edição nº 2805

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.