Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Barbara Demerov Filmes e Séries - Por Barbara Demerov

Em Barry, série com 30 indicações ao Emmy, Bill Hader está ainda mais implacável

Ator também dirige alguns dos episódios; série da HBO mantém o ritmo frenético e o humor afiado das primeiras temporadas

Por Barbara Demerov Atualizado em 29 abr 2022, 14h15 - Publicado em 29 abr 2022, 06h00

✪✪✪✪ A terceira temporada de Barry, série da HBO indicada a nada mais, nada menos que trinta Emmy Awards, já está sendo disponibilizada no canal e no streaming HBO Max. Protagonizada por Bill Hader (It – Capítulo Dois) — que também dirige alguns episódios —, a trama segue o personagem-título, ex-fuzileiro naval que trabalha como um matador de aluguel no Centro-Oeste dos Estados Unidos.

+ Barbie: Margot Robbie se transforma na boneca em primeira imagem do filme

A Vejinha assistiu a seis capítulos (são oito no total), que serão exibidos semanalmente, aos domingos. As duas primeiras temporadas abordaram bastante a solidão dentro desse universo sanguinolento e cruel, bem como as intenções de Barry em tentar ser alguém melhor.

Ao viajar para Los Angeles para matar uma pessoa, ele acabou encontrando uma comunidade acolhedora em um grupo de atores aspirantes e, também, um novo amor. Sally (Sarah Goldberg) é uma atriz em ascensão por quem Barry se apaixona, enquanto Gene Cosineau (Henry Winkler), seu professor de teatro, se transforma em uma espécie de figura paterna na vida do matador/ator.

Ambos os relacionamentos já estão bem estabelecidos no terceiro ano da série, mas Gene descobriu o que Barry é capaz de fazer e está preparado para se vingar do aluno misterioso. Com ritmo frenético e um humor afiado que atraiu a atenção logo de cara, a produção se mantém como uma das melhores da televisão contemporânea.

Continua após a publicidade

Mas há algo de sombrio que foge um pouco do que foi apresentado antes: agora, Barry precisa lutar contra fatos obscuros que podem vir a público e arruinar sua vida pessoal (assim como seus planos de atuação). Por isso, Hader demonstra mais intensidade no papel, com explosões de raiva, perseguições absurdas e escolhas que podem mudar todo o cenário.

Seu talento na direção também merece destaque, com planos-sequência e maior foco dramático. O elenco todo é um show à parte, mas Anthony Carrigan, como o atrapalhado mafioso NoHo Hank, continua dando show.

+Assine a Vejinha a partir de 12,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 4 de maio de 2022, edição nº 2787

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês