Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Barbara Demerov Filmes e Séries - Por Barbara Demerov Aqui você encontra críticas, entrevistas e as principais novidades sobre o mundo do cinema e do streaming

A Lenda de Candyman: sequência de terror dos anos 80 retorna atualizada

Longa é dirigido e roteirizado por Nia DaCosta e produzido por Jordan Peele, de Corra e Nós

Por Barbara Demerov Atualizado em 7 abr 2022, 19h21 - Publicado em 8 abr 2022, 06h00

Quando estreou nos cinemas, em agosto do ano passado, A Lenda de Candyman encarou um cenário de salas ainda limitadas, antes da retomada total das sessões. Talvez por isso o longa tenha passado despercebido por muita gente. A recente chegada do filme ao catálogo do Amazon Prime Video é a chance de mais pessoas apreciarem essa reimaginação da franquia de terror popular nos anos 80.

+ Os Olhos de Tammy Faye: conheça a história real por trás do filme

A diretora e roteirista Nia DaCosta trabalhou ao lado do produtor Jordan Peele (autor de Corra e Nós, que aqui também colaborou com o script) para atualizar o enredo e incluir uma pitada de comentário sobre a questão racial nos Estados Unidos. Assim, o cenário é um bairro da cidade de Chicago habitado outrora pela população carente local, e hoje preenchido por prédios de alto padrão e moradores “moderninhos”.

Porém, mesmo após o processo de gentrificação, paira sobre a região uma atmosfera carregada, muito por causa da história de um assassino impiedoso e fantasmagórico que pode ser invocado ao ter o nome repetido cinco vezes em frente a um espelho. Ao saber desse mito, um pintor (Yahya Abdul-Marteen II, da série Watchmen) em busca de inspiração para voltar a criar sua arte mergulha na lenda disposto a saber o que é real ou não a respeito do temido Candyman. O personagem macabro passa a aparecer não apenas em suas telas, mas também volta a fazer vítimas.

Num filme em que espelhos e reflexos em geral servem como portais para o vilão (e para assombrar o espectador), DaCosta usa criativos jogos de imagem para encenar as mortes nas quais sangue não falta. Por seu visual marcante, o longa chama a atenção para qualidades que vão muito além de sustos fáceis.

+Assine a Vejinha a partir de 12,90. 

Publicado em VEJA São Paulo de 13 de abril de 2022, edição nº 2784

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)