Imagem Blog

Corrida

Por Marcos Paulo Reis
Dicas sobre corridas para praticantes do esporte, por Marcos Paulo Reis.
Continua após publicidade

Em um ano, 34 quilos a menos com a corrida

"Estou com 88 quilos e uma disposição que nunca tive em toda minha vida", afirma o empresário Amos Aliperti Neto

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 13 mar 2017, 16h28 - Publicado em 13 mar 2017, 16h24

O empresário Amos Euclydes Domingos Aliperti Neto, 36 anos, proprietário de uma marca de roupa masculina, começou a correr há um ano – em fevereiro de 2016. “O objetivo era perder peso, melhorar o condicionamento físico e ter uma vida mais saudável”, lembra. A seguir ele conta como foi essa jornada que o levou a perder 34 quilos e a ganhar muita disposição, a ponto de pensar em se arriscar em uma meia maratona e, em um futuro breve, até em uma maratona.

Como era sua vida antes de começar a correr?

Desde a adolescência, levava uma vida sedentária, nunca vi muito atrativo na vida esportiva. Cheguei a me matricular em academias de ginástica em planos anuais e desistia sem ao menos completar um mês. Procurei auxílio médico em busca de emagrecimento e, por muito tempo, me vi refém de medicamentos que só me serviam de bengala. Vivia no “efeito sanfona” e nunca cheguei a atingir o peso dos sonhos. Minha alimentação também me trazia problemas. Gostava de massas, embutidos, congelados, fast food, doces, enfim, uma dieta típica de quem tem excesso de peso. O resultado disso me levou a duas internações com problemas renais em menos de um ano. Sabia que precisava mudar. E me exercitar era um dos passos, mas nada me chamava atenção. Não sabia ao certo o que fazer. Nesse momento tive ajuda de familiares e amigos, que me apresentaram uma opção de assessoria esportiva e me apoiaram no dia a dia para que cumprisse meus treinos.

View this post on Instagram

A post shared by Amos Aliperti Neto (@amosaliperti) on

Como foi no início?

Continua após a publicidade

Bem difícil! O excesso de peso e o pouco condicionamento atrapalhavam muito. Comecei caminhando e fiquei assim por várias semanas. Nem se quisesse poderia correr. Meu peso causaria lesões. Continuei com calma, seguindo rigorosamente os treinos, conseguindo progredir com o passar dos dias.

O que fez você persistir?

As primeiras semanas foram as mais duras, pensei diversas vezes que não conseguiria. Mas meus objetivos iam mais além, precisava mudar por questões de saúde. Aos poucos fui vendo pequenos resultados, o peso diminuindo na balança e os primeiros quilômetros de corrida concluídos. Isso me motivava e só me fazia prosseguir. Então, passei a traçar novas metas.

A partir de quando começou a sentir os resultados da atividade física?

Continua após a publicidade

Os primeiros resultados vieram logo nas primeiras semanas. Aproveitei para embarcar de vez em um estilo de vida mais saudável. Resolvi parar de fumar e a disposição melhorou. No primeiro mês, havia emagrecido quatro quilos e percebi que tudo era possível com força de vontade. Hoje, são 34 quilos perdidos e estou focado para perder os últimos oito que faltam para atingir meu objetivo.

View this post on Instagram

A post shared by Amos Aliperti Neto (@amosaliperti) on

Você fez dieta também?

Sim. Procurei um nutricionista e mudei drasticamente minha alimentação. Antigamente comia o que tinha vontade, a hora que quisesse e me permitia massa, pizza e hambúrguer sempre. Tinha uma alimentação junk food ao pé da letra. Atualmente, como alimentos saudáveis a maior parte das vezes. Pondero muito, pois sei como foi difícil emagrecer.

Continua após a publicidade

Como foi sua primeira prova de corrida?

Foi a Track & Field Villa Lobos, em março de 2016. Estava com 118 quilos e completei os 10K em 1h26m. Fiquei quatro dias com o corpo todo doendo de exaustão. Creio que encarar esse desafio da primeira corrida foi o determinante para adotar o novo estilo de vida. Vi que me esforçando era possível vencer os obstáculos que pareciam impossíveis – não precisava mais ser refém do meu peso. A segunda prova de 10K me confirmou isso. Três meses depois, consegui reduzir o tempo para 1h04m.

View this post on Instagram

10k 👊👊👊 #Running #trackfield

A post shared by Amos Aliperti Neto (@amosaliperti) on

O que mudou na sua vida com a corrida?

Continua após a publicidade

Praticamente tudo. Não me vejo mais sem praticar esporte. Procuro fazer atividade física seis vezes por semana, sendo no mínimo três vezes de treino de corrida. Meu bem estar, minha autoestima e minha disposição são outros. Agora marco programas de esportes aos finais de semana – e confesso que eles sempre são prioridade na agenda. A corrida me trouxe o prazer por esporte que nunca tive.

Como você está hoje e onde ainda pretende chegar?

Estou com 88 quilos e uma disposição que nunca tive em toda minha vida. Meu objetivo agora é chegar aos 80 quilos. E até meados desse ano pretendo correr uma meia maratona e, no começo de 2018, uma maratona.

Como concilia trabalho, família, atividade física?

Continua após a publicidade

O mais importante é colocar o exercício em uma posição como qualquer outra atividade essencial do seu dia a dia, como tomar banho e comer – você não deixa de fazer nem um nem o outro. Faço exercício de segunda a sábado, às 6h30 da manhã. Sou da turma que sente mais disposição com a endorfina do exercício durante o dia e assim trabalho mais animado. Os treinos de corrida são em parques – como o Villa Lobos ou Ibirapuera –, o que os torna muito mais agradáveis. Nos demais dias da semana frequento uma academia, faço musculação, natação e outros treinos aeróbicos. Por incrível que pareça aos que me conhecem, será a primeira vez que renovarei o plano de um ano. Ter companheiros nessa jornada também ajuda muito. Incentivei outras pessoas da minha família com meu novo estilo de vida e agora eles me acompanham na dieta e no exercício físico.

A partir de sua experiência, que dicas você dá para não desistir da atividade física?

Tenha persistência e paciência. É importante também traçar objetivos em curto prazo, pois a cada meta atingida surge energia para conquistar novos desafios. E não seja refém de qualquer que seja a situação – falta de tempo, excesso de peso, sedentarismo. Hoje você consegue se exercitar com treinos de meia hora e até mesmo em casa. Também vale procurar até encontrar uma atividade que realmente te faça feliz: isso a tornará mais prazerosa para que se encaixe definitivamente em sua rotina.

Confira como ele ficou após sua mudança de vida:

View this post on Instagram

Itu corrida #beatyesterday #garmin #running #terrasdesaojose #villasdogolfe

A post shared by Amos Aliperti Neto (@amosaliperti) on

View this post on Instagram

Track&Field Villa Lobos 1ª Etapa 10km. #running #corrida #trackandfield #runseries #tfrunseries #runfamily @gialiperti @afonsoalipertineto @lilialiperti @maluf00 @reismpr

A post shared by Amos Aliperti Neto (@amosaliperti) on

View this post on Instagram

Obrigado @reismpr e ao meu amigo e tecnico @cesaraoliveira79 e a todos que me apoiaram…. Agora seguir para os próximos desafios….

A post shared by Amos Aliperti Neto (@amosaliperti) on

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.