Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Exposição traz obras de adolescentes que cumprem medida socioeducativa

"Projeto, Expresso" ocorre na unidade Parada de Taipas da Fundação Casa e é resultado de oficinas realizadas entre setembro e novembro de 2021

Por Tatiane de Assis Atualizado em 14 jan 2022, 17h48 - Publicado em 14 jan 2022, 06h00

O Projeto, Expresso (com uma vírgula mesmo em seu título) trata-se de uma exposição na unidade da Fundação Casa na Parada de Taipas, na Zona Norte, que teve atividades suspensas desde agosto de 2021. Para a construção da mostra, foram realizadas oficinas, de setembro a novembro de 2021, com trinta adolescentes, com idades entre 12 e 18 anos, que cumprem medida socioeducativa. O grupo foi dividido em seis ateliês, coordenados por sete artistas, são eles Ana Raylander Mártir dos Anjos, Bruno Dunley, Élle de Bernardini, Igi Lola Ayedun, Jaime Lauriano, Moisés Patrício e Raphael Escobar. A curadoria ficou a cargo de Carollina Lauriano e Guilherme Teixeira.

+Bar dos Arcos passa a exigir comprovante de vacinação na entrada

Tela de Anny.
Tela de Anny Ferreira. Veja SP/Veja SP

A reportagem de VEJA SÃO PAULO visitou a mostra em companhia de Favela Mascarado, artista de 17 anos que participou das oficinas. O rapaz foi um dos autores de dois painéis sem título, com mais de 2,5 metros de largura por 1,7 de altura, que estão no pátio do lugar. Um deles traz um bicho de quatro cabeças, em uma paisagem colorida, com um prédio à direita. “Sempre gostei de arte, na escola, quando dava, ficava desenhando e ouvindo música”, recorda ele, que cresceu na Brasilândia. “Fizemos as pinturas em conjunto, sem pensar muito. Foi tudo meio aleatório, um colocava uma figura e o outro ia complementando”, adiciona, sobre o processo de produção.

+Luto coletivo: Casa das Rosas apresenta obra com 365 bonecos suspensos

Pátio com painéis.
Pátio com painéis: produção nascida em oficinas. Veja SP/Veja SP

Para além do caráter socioeducativo, também chamaram a atenção as telas de Anny Ferreira, com combinações instigantes entre tons pastel, e o videoclipe Desigualdade (2021), dos MCs GH da Capital, MG de SP, MW, Dj Monstrinho e João Poeta, que traz uma composição contundente sobre a crise política atual e tem também na montagem uma cadência que envolve o espectador.

Continua após a publicidade

O grupo de adolescentes que participaram das oficinas e expõem suas obras também conta com os seguintes nomes: Andrey, Camilly, Du, Caique C., Elisa, El Lipy, Estephany, E 07, G.Estevam, Marketin, Hariel, Kaue Artes, Mateus Oliveira, Marcos O, Marquinhos, Michele, Santiago, Tereza, Thiago Henrique, Vitória, Wendy e Xico.

E atenção, haverá visita guiada com os curadores Guilherme Teixeira e Carollina Lauriano nos dias 15 (sábado) e 30 (domingo), das 11h30 às 15h.

Casa Feminino Parada de Taipas. Rua Ilha da Juventude, 470-516, Jaraguá. Qua. a dom., 11h/16h (exceto feriados). Grátis. fundacaocasa.sp.gov.br. Mais informações pelo email: expresso@associacaoasp.com.

+Assine a Vejinha a partir de 12,90. 

Publicado em VEJA São Paulo de 19 de janeiro de 2022, edição nº 2772

Continua após a publicidade

Publicidade