Clique e assine por apenas 5,90/mês

Vereador protocola pedido de impeachment contra Doria na Câmara

Camilo Cristófaro (PSB) também promoveu um protesto em frente a prefeitura e levou um pinóquio inflável com o rosto do prefeito

Por Adriana Farias - Atualizado em 6 abr 2018, 13h52 - Publicado em 6 abr 2018, 13h32

O vereador Camilo Cristófaro (PSB) protocolou na manhã desta sexta-feira (6) um pedido de impeachment contra o prefeito João Doria (PSDB) na Câmara Municipal de São Paulo. A medida foi tomada no mesmo dia que o vice Bruno Covas (PSDB) toma posse no lugar do tucano já que ele renunciou a gestão para se candidatar a governador do estado.

“Meu pedido tem cerca de 100 páginas e é embasado em todos os problemas que ele está deixando para São Paulo. Por exemplo, o escândalo [suposto recebimento de propina pela diretora, já exonerada] com o Departamento de Iluminação Pública (Ilume) que está sendo investigado e mesmo assim ele manteve o contrato, o fato de manter uma base da Guarda Civil Municipal em frente à sua casa, entre vários outros”, diz.

“Doria fez um grande evento em São Paulo que durou quinze meses e está acabando hoje. Nem governador ele quer ser e sim presidente. Ele vai dar um chapéu no Alckmin lá na frente”.

O líder do PSB na Câmara, que é do mesmo partido de Marcio França, vice-governador que assume o Palácio dos Bandeirantes nesta sexta-feira (6), também promoveu um protesto contra o tucano na porta da Prefeitura de São Paulo, no Viaduto do Chá, no começo desta tarde. Ele convidou seus cerca de 110 000 seguidores nas redes sociais para se juntarem o ato. Compareceram ao menos cinquenta pessoas com faixas em que se lê “Amarelou… tenha Dó…ria”, “Mentiu prá todos… tenha Dó…ria” e aos gritos de “Doria enganador”. Há também um Pinóquio inflado simulando o rosto do prefeito no ato.

Continua após a publicidade
Publicidade