Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Vacinação de idosos entre 77 e 79 e 80 e 84 anos é antecipada; veja datas

Imunização pode ser feita via drive-thru e em postos de saúde

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 26 fev 2021, 14h10 - Publicado em 26 fev 2021, 14h08

O governador João Doria (PSDB) anunciou, em coletiva nesta sexta-feira (26), que vai antecipar para este sábado (27) a vacinação de idosos entre 80 e 84 anos em todo o Estado de São Paulo. Nesta quinta (25), a prefeitura da capital já havia informado a antecipação da vacinação, também para sábado, para idosos dessa faixa etária. A imunização poderá ser feita tanto via drive-thru quanto em postos de saúde.

“Várias prefeituras do estado já montaram um esquema de drive-thru para que essas pessoas possam ser vacinadas dentro do seu automóvel, de forma segura e confortável”, disse o governador. Doria também anunciou que a vacinação de idosos entre 77 e 79 anos será antecipada para a próxima quarta-feira, 3 de março.

Regiane de Paula, coordenadora do Programa Estadual de Imunização (PEI) de São Paulo, informou que os idosos de 80 a 84 anos do estado correspondem a 563 mil pessoas e os cidadãos do estado que têm entre 77 e 79 anos são 430 mil. 

Segundo Regiane, com a vacinação desse público, o estado chegará a um total de 3.108.000 pessoas vacinadas. “O estado de SP tem dado celeridade a esse processo, junto com as vacinas do Butantan. Mas, precisamos de mais vacinas”, disse.

A coordenadora do PEI, também informou dados do vacinômetro do estado de SP. Neles, constam que o governo já aplicou cerca de 2.250.000 de vacinas, sendo 1.750.000 dessas 1ª dose. Assim como Regiane, Doria urgiu ao governo federal para que mais vacinas sejam compradas, para que os programas de imunização não parem.

Além da vacinação, o governador relembrou a regressão de fase no Plano São Paulo para algumas regiões de estado. Doria também agradeceu nominalmente todos os vinte integrantes do Centro de Contingência da Covid-19 do Estado de São Paulo, formado há um ano, em 26 de fevereiro de 2020, quando o primeiro caso da doença em São Paulo foi confirmado.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

  •  

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade