Clique e assine por apenas 5,90/mês

Uber recebe autorização para operar patinetes elétricos na capital

Documentos da companhia estavam sendo analisados desde setembro pela prefeitura

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 24 jan 2020, 17h03 - Publicado em 24 jan 2020, 17h01

A Uber foi autorizada pela Prefeitura de São Paulo a operar o serviço de compartilhamento de patinetes elétricos. A companhia aguardava deste setembro do ano passado o parecer, após enviar documentação para análise do executivo paulistano. O texto foi publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (24).

“O Comitê Municipal de Uso do Viário credenciou a Uber como operadora de tecnologia de micromobilidade na cidade de São Paulo, autorizando a empresa a oferecer o serviço de compartilhamento de patinetes elétricos”, disse a Uber, por meio de nota enviada para a Vejinha. Ainda não há, no entanto, previsão para o início da operação. “Os preparativos para o lançamento estão em estágio avançado e, em breve, os usuários poderão visualizar os patinetes na tela do celular”, diz o texto.

A operação dos patinetes da marca está a todo vapor em outra cidade paulista: Santos. Desde dezembro os moradores do litoral encontram os veículos da marca espalhados pelas ruas santistas. Para se ter ideia do valor que poderá ser praticado serra acima, ao nível do mar o desbloqueio do patinete custa 1,50 reais, e então é cobrado 0,75 reais por minuto de uso.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade