Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Tom Veiga sofreu AVC, diz laudo preliminar do IML

O intérprete do Louro José morreu no domingo (1)

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 2 nov 2020, 10h35 - Publicado em 2 nov 2020, 10h19

A causa da morte de Tom Veiga, intérprete de Louro José, foi AVC, acidente vascular cerebral, causado por um aneurisma, informou o ‘Mais Você’ desta segunda-feira (2). O corpo do artista está no Instituto Médico Legal, no Rio de Janeiro.

Ana Maria Braga apresentou o programa muito emocionada. “Hoje é dia 2 de novembro, dia de finados, e eu venho aqui dizer para você que nós da família Louro, e vocês fazem parte dela, estamos de luto. Que ironia ele ter ido na véspera de finados”.

O personagem de Louro José foi criado por Ana Maria Braga em 1996, segundo o site Memória Globo. Na época, ela apresentava o programa Note e Anote, na Record. “Precisava ser um bicho que falasse, que interagisse comigo, mas não podia ser cachorro, porque cachorro não fala, passarinho não fala. E, por eliminação, decidimos pelo papagaio. Eu tenho um em casa chamado Louro José. Ele fala e assobia o hino nacional”, relembrou ela, em depoimento. “E eu disse: ‘Vamos pôr o Louro.’ Fiz um primeiro rascunho do desenho e pedi para uma pessoa que desenvolvia bonecos fazê-lo. Ele nasceu todo mambembe. Depois a gente foi ajeitando, mudando a espuma, até que ele virou global – aí ficou um astro, lindo. É um filho mesmo.”

Diversas pessoas foram testadas para manipular o fantoche, segundo a matéria da Globo, mas quem ficou com o papel desde o início foi Tom Veiga. Inicialmente, ele trabalhava como assistente de estúdio do Note e Anote. Um dia, Veiga pegou o fantoche e brincou com os colegas. Ana Maria, então, o viu e convidou para fazer ao vivo no dia seguinte. Um dos grandes sucessos do programa em sua fase inicial era o quadro dePegadinhas, no qual Ana Maria e o Louro José disputavam um concurso de piadas.

Bem-humorado, o papagaio apostava em tiradas engraçadas e já teve sua história contada no programa. Quando comemorou 18 anos de vida, o Louro ganhou um Arquivo Confidencial só seu. Neste dia vimos o nascimento do Louro e depoimentos de sua família de penas. Com um grande apelo entre as crianças, o papagaio ganhou versões em brinquedo.

Continua após a publicidade

Publicidade