Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Suzane se casa com ex de Elize Matsunaga

Presa em Tremembé, ex-estudante começou relacionamento com a sequestradora Sandra Regina Gomes

Por Veja São Paulo Atualizado em 5 dez 2016, 13h54 - Publicado em 28 out 2014, 08h28

A ex-estudante Suzane von Richthofen, condenada por participar da morte dos pais em 2002, passou por uma transformação no presídio de Tremembé, interior de São Paulo, onde está presa. Após ter se tornado evangélica, ter aberto mão da herança dos pais e ter recusado a progressão de pena ao regime semiaberto, ela casou-se com outra detenta.

+ Casamento de Suzane rende comentários e montagens na internet

Suzane Von Richthofen não quer ir para regime semiaberto

De acordo com informações publicadas pelo jornal Folha de S.Paulo nesta terça-feira (27), Suzane passou a dividir uma cela com outros sete casais. Suzane, que durante o crime namorava Daniel Cravinhos, hoje está em um relacionamento com Sandra Regina Gomes, condenada a 27 anos de prisão pelo sequestro de uma empresária em São Paulo. No começo deste ano, Sandra Regina havia se casado com outra presa famosa: Elize Matsunaga, presa por ter matado e esquartejado o marido, Marcos Kitano Matsunaga, em junho de 2012.

+ A vida na penitenciária do Tremembé

Continua após a publicidade

Segundo a Folha, o relacionamento de Sandra Regina e Elize terminou por causa de Suzane. As três trabalhavam na fábrica de uniformes do presídio, onde Suzane exerce cargo de chefia. Sandra Regina também é apontada como um dos motivos para a ex-estudante ter aberto mão da do direito de passar o regime semiaberto -onde trabalharia fora da prisão do durante o dia e voltaria à noite para dormir-, o que a obrigaria a ser transferida para outra unidade prisional, uma vez que o presídio de Tremembé só tem autorização para receber presas no regime fechado. 

Entenda o caso Suzane

Suzane foi condenada a 38 anos e seis meses de prisão pelo assassinato dos pais Manfred e Marísia von Richthofen, em 2002, e já cumpriu quase doze anos da pena. Deste então, ela tem sido considerada uma das presas mais influentes e com melhor comportamento na Penitenciária Feminina I de Tremembé.

Na confecção que funciona nas dependências do presídio, Suzane é responsável pelo controle de qualidade das peças. É “chefe” de Anna Carolina Jatobá, condenada pelo assassinato da enteada Isabella Nardoni em 2008.

Os irmãos Cristian e Daniel Cravinhos, comparsas no crime, cumprem pena em regime semiaberto desde fevereiro de 2013. Eles trabalham em uma oficina nas dependências da penitenciária.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)