Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Morre Stanley Gusman, apresentador de afiliada do SBT, de Covid-19

Gusman, de 49 anos, minimizou a doença em programa ao rebater recomendações para evitar contágio

Por Redação VEJA São Paulo 11 jan 2021, 09h48

Stanley Gusman, de 49 anos, morreu por complicações da Covid-19 no último domingo (10). Apresentador da TV Alterosa, afiliada do SBT, Gusman estava internado Hospital Vila da Serra, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

De acordo com a equipe médica, ele teve uma infecção decorrente da Covid. O apresentador foi diagnosticado com o coronavírus antes da virada do ano, mas o estado de saúde piorou no dia 4 de janeiro e ele precisou ir para a UTI.

Gusman costumava minimizar a Covid-19. Nas redes sociais, ele chegou a rebater o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), que recomendava que as pessoas evitassem visitar parentes em meio à pandemia.

“Eu vou visitar meu pai, vou visitar minha mãe, e não vou matá-los. Eu acho um desrespeito o senhor falar isso em público. Se fosse assim, nós teríamos produzido, em outras circunstâncias, muitos outros problemas”, disse ele, que se referia às aglomerações durante campanhas eleitorais.

“Não mexam com a minha família. Ninguém! Absolutamente ninguém! Pego pilha. Fico no veneno e meu veneno é sem vacina. Perco a ponta da corda! Nas festas cristãs você vai matar seus pais de covid. Já nas eleições não havia restrições!”, completou.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade