Site de clube que contratou o goleiro Bruno é hackeado

Página oficial do Boa Esporte Clube foi substituída por mensagens que acusavam o clube e patrocinadores de "apoiar diretamente o feminicídio"

O site do Boa Esporte Clube, time que contratou o goleiro Bruno, foi hackeado neste domingo (12). A página inicial do site apresentava a frase “E aí Bruno, já disse onde está o corpo da Eliza?”. Pouco tempo depois, a mensagem foi substituída por “Esse ato é uma demonstração de repúdio ao Boa Esporte Clube e a todos os seus patrocinadores por apoiarem diretamente o feminicídio (…)”.

Condenado pelo assassinato da ex-amante Eliza Samudio em 2010, o goleiro recebeu pena de 22 anos e três meses de prisão, mas entrou com recurso na segunda instância, ainda não julgado. Uma decisão provisória do STF determinou que ele fosse solto e aguardasse em liberdade o julgamento. O Boa anunciou a contratação do goleiro na última sexta (10).

Esse não é o primeiro revés enfrentado pelo clube depois da contratação. No sábado (11), uma empresa de suplementos alimentares que patrocina o clube anunciou que vai suspender o contrato.

Após o incidente, o Boa Esporte divulgou um comunicado sobre a contratação. Em nota assinada pelo presidente Rone Moraes da Costa e publicada no Facebook, o clube de Varginha (MG) falou em “obrigação social” de ajudá-lo e lembrou que “a regra legal brasileira é a que todos, inclusive os criminosos mais perigosos, sejam submetidos a um julgamento honesto, imparcial e que a lei seja o fundamento da punição”.

“Quando pensamos na aplicação da lei, certo ou não, suficiente o bastante ou não, justa o suficiente para o caso ou não, o que não podemos deixar de entender é determinado pelo cumprimento da lei. As consequências do erro humano possuem fundamentos de pena corporal. A lei dos homens indica a aplicação de penas variáveis de acordo de uma série de crenças, costumes e ideologias”, argumenta o dirigente.

(com Estadão Conteúdo)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s