Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Servidoras dizem que mulher de Safadão mentiu idade para se vacinar

Ela teria informado ter 31 anos em vez de 30 durante diferentes etapas de imunização; assessoria disse que cantor e influenciadora não irão se pronunciar

Por Redação VEJA São Paulo 19 set 2021, 12h52

Servidoras de saúde dizem que a influenciadora digital e esposa do cantor Wesley Safadão, Thyane Dantas, mentiu a idade durante sua vacinação contra a Covid-19. A imunização aconteceu em Fortaleza, no Ceará.

Segundo a registradora do local de vacinação e a aplicadora da vacina, Thyane afirmou ter 31 anos durante as etapas de vacinação, mas na verdade ela tinha 30. Ela não entregou documentos de identificação.

Thyane não estava agendada para receber a imunização e o recorte do dia da aplicação era para pessoas com 32 anos ou mais. Na época em que o assunto veio à tona, Safadão e a mulher disseram que não havia irregularidades e que ela havia recebido dose da xepa. Porém, a prefeitura afirmou que não havia doses de xepa no horário da imunização. Depois disso, a equipe de Wesley Safadão afirmou que o cantor e a mulher não irão se posicionar sobre o assunto.

Uma sindicância foi aberta para apurar irregularidades na vacinação de Thyane. A apuração foi concluída pela secretaria municipal de Saúde do município. Segundo a pasta, houve irregularidades nas ações de três colaboradores do poder municipal, uma servidora pública e dois funcionários terceirizados.

A secretaria também diz que as apurações internas apontam para um possível crime de corrupção passiva por parte de três colaboradores da prefeitura de Fortaleza. A decisão foi assinada pela secretária municipal da Saúde, Ana Estela Leite, e publicada no Diário Oficial do Município de 6 de setembro.

Um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) será aberto contra uma servidora. Os outros dois envolvidos fazem parte de uma empresa terceirizada, o Grupo Servnac, que pediu acesso à sindicância para  ter subsídios para “decidir as medidas cabíveis a serem tomadas”.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade