Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Site publica as 200 senhas mais fáceis de se decifrar em 2020

De acordo com o Nordpass, a mais comum já foi revelada mais de 23 milhões de vezes e demora menos de um segundo para ser descoberta

Por Redação VEJA São Paulo 24 nov 2020, 18h13

O gerenciador de senhas Nordpass publicou um relatório com as 200 senhas mais fáceis de se decifrar em 2020. De acordo com os números, a senha mais comum de todas é a clássica “123456”, com cerca de 2,543,285 de usuários utilizando-a. 

A lista também demonstra quantas vezes uma senha foi exposta e quanto tempo levaria para quebrá-la. A “pior” de todas já foi revelada pelo menos 23,597,311 vezes, de acordo com o site, além de demorar menos de um segundo para ser decifrada. 

Para evitar uma combinação fácil, o Nordpass diz que é preciso evitar usar palavras de dicionário, combinações de números ou sequências de combinações de teclado adjacentes. Por exemplo, “senha”, “qwerty” ou “123456” são de fácil dedução. Além disso, o gerenciador também alerta para evitar caracteres repetitivos, como “aaaa” ou “123abc”. E destaca que não se deve escolher senhas com base em dados pessoais que podem não ser totalmente confidenciais, como telefone, data de nascimento ou nome.

O gerenciador também alerta a não reutilizá-las em várias contas, mas criar uma única e com pelo menos 12 caracteres para cada login. Ele recomenda combinar letras maiúsculas, letras minúsculas, números e símbolos para diminuir os riscos de quebra. Por fim, diz que o ideal é mudar a senha a cada 90 dias.

Confira as dez senhas mais comuns de 2020 de acordo com o Nordpass. É possível ver a lista completa no site da empresa.

  1. 123456
  2. 123456789
  3. picture1
  4. password
  5. 12345678
  6. 111111
  7. 123123
  8. 12345
  9. 1234567890
  10. senha

+Assine a Vejinha a partir de 5,90

Continua após a publicidade
Publicidade