Clique e assine por apenas 6,90/mês

Polícia prende acusados de matar segurança em shopping da Zona Leste

Segundo portal, Maurício Martins dos Santos era pai de uma sobrevivente do massacre da escola Raul Brasil, em Suzano

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 20 mar 2019, 15h37 - Publicado em 20 mar 2019, 15h28

A polícia prendeu nesta quarta-feira (20) três homens acusados de matar um segurança do Shopping Metrô Itaquera, na Zona Leste de São Paulo. O crime ocorreu na sexta-feira (15).

Maurício Martins dos Santos, de 38 anos, foi baleado pelos bandidos enquanto tentavam assaltar o centro de compras. Segundo o boletim de ocorrência, a arma usada pelos assaltantes pertencia a Santos. Os rapazes roubaram o revólver do profissional e dispararam contra ele no estacionamento.

De acordo com o portal G1, Santos é pai de uma aluna que sobreviveu ao massacre na escola Raul Brasil, ocorrido na quarta (13) em Suzano, na Grande São Paulo. No momento do crime, o segurança estaria de saída para levar a filha ao psicólogo. A polícia informou que Santos chegou a ser socorrido com vida, mas morreu no hospital.

A Secretaria de Segurança Pública confirmou a prisão temporária de Gustavo Santos da Silva, Marcos Henrique Nakamura e Wesley Queiroz. O caso está sendo investigado pelo 65º DP, em Arthur Alvim, também na Zona Leste.

Publicidade