Continua após publicidade

Prefeitura de São Sebastião recebe críticas por evento que marca um ano de tragédia

Show de música sertaneja teve presença de Tarcísio de Freitas (Republicanos)

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 19 fev 2024, 16h16 - Publicado em 19 fev 2024, 16h11

A Prefeitura de São Sebastião, sob a gestão do prefeito Felipe Augusto (PSDB), realizou um show para marcar um ano da tragédia que deixou 64 mortos no litoral norte de São Paulo, nesta segunda-feira (19). O órgão recebeu críticas de internautas e acabou apagando uma publicação no Instagram que anunciava o evento.

Com shows da dupla sertaneja Henrique & Diego e da cantora Fernanda Costa, a Prefeitura fez a entrega de 518 moradias localizadas no bairro Baleia Verde para os moradores da Vila Sahy, uma das regiões mais afetadas pelas chuvas de fevereiro de 2023 no litoral paulista, no que chamou de “Show da Reconstrução”. O governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) marcou presença.

“Precisamos celebrar a vida, a reconstrução de São Sebastião e as 518 famílias que, neste dia, iniciam um novo capítulo da sua história, com sua casa própria”, disse o órgão ao anunciar o evento nas redes sociais, neste domingo (18).

A publicação recebeu críticas de internautas. “Vamos celebrar nossa saudade e comemorar a nossa solidão? Que péssimo momento pra se promover em cima da desgraça alheia…”, disse a vereadora suplente Pauleteh Araújo (PP), em comentário.

Continua após a publicidade
prefeitura-sao-sebastiao-show-tragedia
Publicação feita pela prefeitura de São Sebstião (Redes sociais/Reprodução)

“Comemorar o quê? A morte de mais de 60 pessoas porque o prefeito – que agora quer lucrar com a tragédia – deixou de fazer o que devia?”, reclamou o internauta Eduardo Magossi.

“Quanta ignorância fazer barulho onde o silêncio é símbolo de respeito. Respeito às vitimas, aos familiares que perderam seus entes, amigos… A população que hoje (a maioria) sofre de estresse pós-traumático. Vocês erraram, e erraram feio”, defendeu a usuária das redes Julia Tavares.

Continua após a publicidade

Em 18 e 19 de fevereiro de 2023, choveu mais de 600 milímetros em menos de 24 horas no litoral norte paulista, considerado o maior acumulado de chuva que se tem registro no Brasil. A cidade de São Sebastião foi a mais afetada. Foram 64 mortos e milhares de desabrigados e desalojados.

Com um atraso de seis meses, a prefeitura de São Sebastião entregou, nesta segunda-feira, 518 apartamentos do Conjunto Habitacional Baleia Verde, na Costa Sul do município, em parceria com o Governo do Estado de São Paulo e com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU). A previsão inicial era de 704 moradias em seis meses.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.