Clique e assine por apenas 6,90/mês

São Sebastião pode ganhar área de preservação ambiental

A medida, já aprovada pela Câmara, ainda precisa ser sancionada pelo prefeito da cidade

Por Mauricio Xavier [Com reportagem de Lívia Roncolato e Silas Colombo] - Atualizado em 5 dez 2016, 15h43 - Publicado em 16 ago 2013, 17h00

Nas últimas décadas, a pressão imobiliária se tornou uma ameaça à bela costa de São Sebastião, no Litoral Norte. Uma decisão recente representa um passo importante na luta por sua preservação. Na última terça (13), a Câmara de Vereadores do município aprovou, por nove votos a um, a criação da Área de Preservação Ambiental Baleia-Sahy, entre as praias da Baleia e de Barra do Sahy (abaixo, dados sobre sua importância). Na prática, a medida deve endurecer as regras de ocupação e criar um projeto de turismo sustentável na região. Para se tornar lei, no entanto, ainda é necessária a sanção do prefeito Ernane Primazzi, que deve se pronunciar sobre o assunto na próxima terça (20). 

1,3 milhão de metros quadrados de área;

84 espécies de aves, sete ameaçadas de extinção;

12 espécies de mamíferos, cinco ameaçadas de extinção.

+ Festa do Peão de Barretos reúne atrações musicais distintas

+ Estádio histórico da cidade está na mira de empreiteiras

+ O hambúrguer que custa mais de 200 reais

Continua após a publicidade
Publicidade