Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Mais de 115 árvores já caíram nesta semana após chuvas; uma mulher morreu

Motorista de 45 anos não resistiu aos ferimentos após ter o carro atingido pelo tronco; os dois filhos e o marido dela também estavam no veículo

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 2 dez 2020, 13h22 - Publicado em 2 dez 2020, 13h15

Desde segunda-feira (30), devido às fortes chuvas, mais de 115 árvores caíram na capital. Em um desses casos, uma mulher de 45 anos morreu após ter o carro atingido na tarde desta terça-feira (1°). O acidente aconteceu na rua Dr. Thirso Martins, na Vila Mariana, Zona Sul. Dentro do automóvel estavam os dois filhos da vítima, de 8 e 10 anos, e mais um homem, de 45 anos. Os três sofreram ferimentos e foram levados ao Hospital São Paulo. 

Segundo moradores da região, logo após o acidente uma das crianças conseguiu escapar pela janela de vidro quebrada e gritou por ajuda. Ainda disseram que carros da região pararam para ajudar. Foram cerca de duas horas no resgate após a chegada dos bombeiros. Um menino foi o primeiro a ser retirado, em seguida o pai. A mãe não resistiu aos ferimentos.

O veículo foi atingido por um eucalipto de aproximadamente 20 metros de altura que ficava nas dependências da Escola Estadual Lasar Segall. A Secretaria Estadual de Educação lamentou o ocorrido e disse que “é solidária aos familiares das vítimas”. De acordo com a direção da instituição, houve pedidos para a prefeitura podar ou remover a árvore. O secretário Rossieli Soares compareceu ao local. 

Outros acidentes foram provocados por quedas de árvores, felizmente sem feridos. Uma chegou a cair em um estacionamento de hospital, outra em um ônibus. De janeiro até outubro de 2020, a prefeitura diz que podou mais de 144 700 árvores e removeu mais de 11 000. A administração não respondeu, no entanto, sobre a solicitação da escola para podar ou remover a árvore que caiu e matou uma pessoa.

+Assine a Vejinha a partir de 5,90

Continua após a publicidade
Publicidade