Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Santos demite fisiologista após agressão a atleta de 14 anos

Tudo começou por conta de uma brincadeira no Centro de Treinamento

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 14 fev 2020, 15h54 - Publicado em 16 out 2019, 20h15

Santos Futebol Clube demitiu na segunda (16) o fisiologista do time sub-15 após uma agressão contra um atleta de 14 anos, no CT Rei Pelé. O rapaz perdeu dois dentes após se chocar com o profissional.

O time se pronunciou por meio de nota afirmando que repudia atos de violência.

A confusão se deu durante brincadeiras após o treino. O atleta teria provocado os colegas, derrubando seus suplementos. O profissional tentou contê-lo e, na confusão, acertou uma joelhada em sua boca. Vendo o sangramento, o fisiologista demonstrou preocupação e pediu ajuda ao massagista do clube, que levou o garoto à Santa Casa de Santos, muito próxima ao CT.

Instantes depois, o pai do jovem apareceu na Vila Belmiro visivelmente nervoso com o caso. Apesar da situação, o garoto é esperado para retornar retornar os treinos na próxima segunda (21).

Procurado, o fisiologista não foi localizado até o fechamento desta reportagem.

Confira a nota oficial do Santos:

O Santos Futebol Clube informa que desligou sumariamente funcionário da comissão técnica da base após desentendimento que resultou em vias de fato com atleta, menor de idade. A identidade dos envolvidos será preservada e todo o auxilio necessário foi e sempre será prestado ao atleta e à sua família.

O repúdio a atos de violência faz parte da identidade desta Instituição que há mais de 100 anos trabalha arduamente pela formação, educação e desenvolvimento de jovens sonhadores, Meninos da Vila, que espelham seu futuro no Santos Futebol Clube, entidade que construiu a categoria de base mais prestigiada do país do futebol.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade