Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Roger Abdelmassih é atacado por preso que teve irmã estuprada

Ex-médico está internado no Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário, na Zona Norte

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 23 out 2020, 09h24 - Publicado em 23 out 2020, 09h23

Roger Abdelmassih, ex-médico condenado por estupro, foi atacado por um detento na quarta-feira (21) no Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário, no Carandiru, na Zona Norte de São Paulo. Ele está internado no local desde o dia 10 de setembro.

O preso que o atacou teve a irmã estuprada recentemente, disse o secretário da Administração Penitenciária (SAP), Nivaldo Restivo. O detento foi até o Centro Hospitalar após sofrer uma fratura no fêmur.

“Quando soube que Roger estava na mesma ala do hospital penitenciário, ele invadiu o quarto, pulou sobre Roger e o atacou com as mãos”, afirmou Restivo. O homem foi contido e Abdelmassih não teve ferimentos.

O advogado do ex-médico afirmou que ele passa bem e que a família não autorizou que ele passasse mais informações sobre o ataque.

Abdelmassih atendia em uma clínica de reprodução assistida e foi condenado a 173 anos de reclusão pelo estupro de pacientes. Ao todo, foram imputados a ele 49 crimes sexuais.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

  • Continua após a publicidade
    Publicidade