Clique e assine por apenas 6,90/mês

Rodízio de carros é suspenso por ameaça de paralisação

A medida será adotada na quarta (15) após o anúncio de uma possível parada no transporte público da cidade

Por Estadão Conteúdo - Atualizado em 14 Mar 2017, 21h15 - Publicado em 14 Mar 2017, 21h14

A Prefeitura de São Paulo determinou a suspensão do rodízio de veículos leves nesta quarta-feira (15) por causa da ameaça de paralisação do transporte público.
Protestos contra a reforma trabalhista e da Previdência podem parar o sistema de transporte público de São Paulo por até 24 horas, nesta quarta.

Segundo informação divulgada pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), além do rodízio, a cobrança da Zona Azul também estará suspensa nesta quarta.

Nesta terça, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo determinou que os metroviários devem manter 100% do efetivo durante os horários de picos.

O TRT também proibiu os motoristas de fazer qualquer paralisação de ônibus nesta quarta, sob multa de R$ 300 mil. A decisão atende pedido de liminar da SPTrans, consórcio que administra as linhas de ônibus na capital paulista.

Radial Leste
Radial Leste Fábio Vieira/Fotoarena/Folhapress
Publicidade