Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Ricardo Nunes pede desculpas após gravar vídeo enquanto dirigia na Paulista

Infração aplicada para a prática é do tipo gravíssima; "tentando acertar mais do que errar", disse o prefeito

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 23 ago 2021, 14h40 - Publicado em 23 ago 2021, 14h33

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), publicou um vídeo em suas redes sociais na noite deste sábado (21) usando o celular enquanto dirigia. A prática é proibida e penalizada pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O chefe do executivo paulistano pediu desculpas em nota e apagou o vídeo de suas redes.

Nas imagens publicadas, Ricardo Nunes aparece circulando pela Avenida Paulista, na região central da cidade. “Dando uma volta aqui na cidade, na Paulista. Eu e minha mulher. Olha que cidade linda! Linda nossa cidade”, disse. 

O prefeito estava no banco do motorista e gravou o vídeo enquanto o carro estava parado em um semáforo, o que também é proibido. Segundo o CTB, o uso de celular ao volante é considerado infração gravíssima, que prevê multa de R$ 293,47, além de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). 

De acordo com a legislação federal de trânsito, o celular pode ser usado apenas quando o veículo estiver estacionado. Se o veículo estiver em deslocamento ou parado (em congestionamento ou no semáforo, por exemplo), o aparelho pode ser utilizado somente na função GPS.

Em nota, o prefeito admitiu o erro e se desculpou pela infração. Confira a resposta na íntegra:

Continua após a publicidade

“Cometi um erro e registrei um momento de intimidade com a minha família. Neste período de 90 dias desde que assumi a Prefeitura depois da morte do prefeito Bruno Covas, tenho tido poucos momentos com a família. Tenho trabalhado por muitas horas, tentando acertar mais do que errar e melhorar a cada dia.

“Na empolgação de estar com minha mulher passeando na Av. Paulista, cometi um erro e gravei um story do Instagram enquanto estava parado num semáforo, aguardando abrir. Mesmo assim, ninguém deve usar o celular dirigindo, seja para o que for. Peço desculpas. O uso do telefone celular para quem dirige é uma causa importante de acidentes de trânsito e eu como prefeito tenho que respeitar as leis como qualquer cidadão.”

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Continua após a publicidade

Publicidade