Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Cantor Renner é preso após dirigir bêbado em São Paulo

Sertanejo bateu sua BMW em um Fiat Uno estacionado no Campo Belo, na Zona Sul de São Paulo. Ninguém se feriu

Por Veja São Paulo Atualizado em 5 dez 2016, 13h40 - Publicado em 26 dez 2014, 13h32

O cantor Renner, da dupla Rick&Renner, foi preso em flagrante na manhã de sexta (26), após dirigir embriago e bater na traseira de um carro, na Zona Sul de São Paulo. Ele ficou detido durante cerca de sete horas no 27º DP (Campo Belo) e só foi liberado depois de pagar fiança de 10 000 reais.

+ Zona Sul lidera ranking de roubos em São Paulo

Segundo informações do boletim de ocorrência, a Carteira Nacional de Habilitação do sertanejo venceu há mais de quatro anos, no dia 10 de maio de 2010. O exame do bafômetro apontou 1.0 grama de álcool por litro de ar nos pulmões, segundo a Polícia Civil — acima de 0,34 a infração é considerada crime de trânsito.

Renner estaria voltando de uma festa, acompanhado de um morador de rua, segundo o advogado Glecio Mariano, quando colidiu a sua BMW X5 em um Fiat Uno que estava estacionado na Avenida Pedro Bueno, no Campo Belo. Desocupado, o carro foi arrastado por alguns metros, mas ninguém se feriu. O cantor ainda tentou fugir duas vezes, mas os pneus do carro teriam estourado.

O homem que estava no banco de passageiro do carro do cantor prestou depoimento para os policiais e depois foi liberado. Renner também foi submetido a exame de sangue no Instituto Médico Legal (IML), mas os policiais ainda não tiveram acesso ao laudo.

Não é a primeira vez que Renner se envolve em um acidente. Em 2001, ele dirigia em alta velocidade em Santa Bárbara d’ Oeste, no interior paulista, quando atingiu uma moto. O casal Luís Antônio Nunes Aceto, de 35 anos, e Eveline Soares Rossi, 31, morreu na hora.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade