Conheça um dos relógios públicos mais antigos da capital

Peça de 1935 é mantida hoje pelo jornalista Gilberto De Nichile

Há 81 anos, um equipamento de 8 metros de altura mostra a hora certa para os paulistanos que circulam pela Praça antônio Prado, entre os edifícios Martinelli e Altino Arantes, no centro. Conhecido por Relógio De Nichile, a peça de 1935 é a única sobrevivente entre as seis idênticas instaladas na mesma época em pontos como a Praça da sé e o Largo do Arouche.

RELOGIO NICHILERELOGIO NICHILE

 (/)

A ideia do publicitário Octavio de Nichile, criador da ação, era usar os instrumentos como espaço para propaganda. Desde sua morte, em 1986, a manutenção dos ponteiros está sob o cuidado de seus filhos. Mas, sem os anunciantes pretendidos, o gasto mensal com a “herança” gira em torno de 4 000 reais. “Vou cuidar do relógio e zelar pela memória de meu pai enquanto estiver vivo”, diz Gilberto de Nichile, de 78 anos, atual responsável pela preservação do aparelho, tombado em 1992 pela prefeitura.

+ Teatro “secreto” de 1903 é uma das atrações do Mosteiro de São Bento

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s