Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Os designers preferidos das paulistanas mais antenadas

Oito nomes cujos quilates fazem a alegria de quem a-do-ra brilho

Por Renata Sagradi Atualizado em 27 dez 2016, 19h58 - Publicado em 15 abr 2011, 22h31

Abrir a caixinha de joias para ocasiões especiais virou coisa do passado. Não, o brilho dos muitos quilates não saiu de moda, naturalmente. É que hoje as mulheres querem a companhia constante de suas pedras e metais preciosas, mesmo que seja num brunch simplesinho às 10h.

Ora, se aumenta o uso de colares, brincos e afins, isso quer dizer que serão necessárias mais peças. E o reflexo disso pode ser visto na não menos crescente quantidade de designers de joias. As fotos desta reportagem contêm peças de boa parte deles, em especial os prediletos das paulistanas endinheiradas, ou melhor, antenadas. Bem, em muitos casos esses dois adjetivos se confundem, certo?

Além da clientela com muito dinheiro no bolso, os joalheiros que selecionamos têm em comum a busca por soluções inovadoras — como tudo relacionado ao consumo feminino, aqui vale a máxima de que é preciso saber seduzir as freguesas. Assim, entram em cena materiais inusitados (madeira, no caso de Camila Sarpi), peças diferentes (tiaras, de Ana Khouri) e formas inesperadas (como as aranhas de Jack Vartanian). A seguir, desvendamos o estilo desses e de outros top designers.

1/8
Influenciado por joias antigas, o designer conta que é fã de pérolas e brilhantes ( / Mario Pantalena)
2/8
Com brincos que sobem pela orelha e outras invencionices, ela conquistou Madonna ( / Ana Khouri)
3/8
Espaço do designer em Nova York conquistou clientes de Hollywood ( / Jack Vartanian)
4/8
Formas do cotidiano — um computador, por exemplo — costumam servir de inspiração para ela ( / Camila Sarpi)
5/8
Pedras impressionantes e simetria no design estão entre os segredos do sucesso ( / Ara Vartanian)
6/8
A designer encanta com reinterpretações de joias antigas e misturas de materiais ( / Silvia Furmanovich)
7/8
Os diamantes são os favoritos dela para criar as peças que, desde 1992, viraram seu ofício ( / Carla Amorim)
Continua após a publicidade
Publicidade