Clique e assine por apenas 6,90/mês

Pronunciamento de Bolsonaro leva a panelaços e críticas nas redes sociais

Presidente falou em rede nacional e disse que há "histeria" de imprensa e governadores sobre a pandemia

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 24 Mar 2020, 21h19 - Publicado em 24 Mar 2020, 21h12

O presidente Jair Bolsonaro fez um pronunciamento em rede nacional na noite desta terça-feira (24) sobre a pandemia do coronavírus no Brasil e no mundo, mencionou as suspeitas de que ele estaria com o Covid-19 e também teceu críticas a imprensa, prefeitos e governadores pelo que chamou de “histeria”. Bolsonaro ainda voltou a comparar a Covid-19 a uma “gripezinha” ou “resfriadinho”. Brasil tem 46 mortos e 2.201 casos confirmados. A fala do chefe do Executivo gerou críticas nas redes sociais e também levou a panelaços nas principais capitais brasileiras. São Paulo não ficou de fora, e manifestações do tipo foram ouvidas em bairros como Bela Vista, Cidade Júlia, Higienópolis, Pompeia, Perdizes, Santa Cecília, Sumarezinho e Vila Andrade.

Bolsonaro começou relembrando o início da propagação do vírus em Wuhan, na China. Elogia a atuação do ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta. Em seguida, ele acusa os meios de comunicação de terem espalhado uma sensação de “pavor, tendo como carro-chefe o anúncio do grande número de vítimas na Itália”.

Em seguida o presidente criticou medidas de prefeitos e governantes que adotaram a quarentena, como o estado e a cidade de São Paulo, que decretaram o fechamento de serviços comerciais não essenciais. Fez comentários negativos ao fechamento de escolas, citando que o grupo de risco para a doença são os idosos, indo na contramão da recomendação da Organização Mundial da Saúde, já que os mais jovens, em convívio social, se tornam vetores do vírus para os mais velhos.

 

Continua após a publicidade

Confira a repercussão:

+ OUÇA O PODCAST #SPsonha

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Publicidade