Clique e assine por apenas 5,90/mês

Projeto busca doações de notebooks e tablets para rede estadual de ensino

“Abra a gaveta, doe” tem como meta conseguir 20 000 aparelhos

Por Redação VEJA São Paulo - 29 set 2020, 16h45

Com as aulas presenciais regulares suspensas pelo menos até o dia 10 de novembro, estudantes precisam de ferramentas para conseguir acompanhar as lições pela internet. De acordo com questionário socioeconômico do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (SARESP) de 2019, dos 3,6 milhões de estudantes da rede estadual de São Paulo, apenas 60% têm notebooks e 30% têm tablets.

Em busca de atenuar essa situação, o movimento “Abre a gaveta, doe” visa arrecadar esses equipamentos eletrônicos e doá-los para alunos da rede estadual. O projeto é feito em conjunto com várias empresas e conta com apoio da gestão do estado de São Paulo. 

Para doar, é necessário que o celular ou o tablet tenham até 7 anos de idade, liguem normalmente, tenham conexão wi-fi e 3G funcionando. É preciso ser doado com o carregador e não é necessário enviar outros acessórios.

Os notebooks também precisam ter até 7 anos de idade, ligar normalmente e estar com o carregador junto. A conexão wi-fi precisa estar funcionando, ter pelo menos 1 porta USB funcionando, HD com capacidade mínima de 256GB e memória RAM mínima de 4GB. 

É importante que todos os aparelhos estejam formatados, sem conter qualquer informação ou dado do doador. Caso não saiba como formatar, no site da campanha há informações de como fazer o procedimento.

Se você quiser fazer uma doação, acesse o site do “Abre a gaveta, doe” clicando aqui. Nele há uma seção de “Perguntas Frequentes” em caso de alguma dúvida. E quem estiver na capital paulista, pode ter o aparelho retirado em casa. 

O prazo de colaboração estava previsto até o dia 30 deste mês, mas os organizadores do projeto prorrogaram por mais duas semanas. Já foram arrecadados aproximadamente 3 000 aparelhos, entre tablets, celulares e notebooks. E para cada item desses arrecadado, a Trocafone, uma das empresas responsáveis pelo projeto, irá doar mais um. Então, já são 6 000 aparelhos prontos para serem distribuídos. 

+Assine a Vejinha a partir de 6,90

Continua após a publicidade
Publicidade