Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Prefeitura apresenta primeiro ônibus elétrico movido a bateria

A linha que receberá o coletivo ainda será definida, mas deve ser na região central; baterias duram até cinco horas

Por Redação VEJA São Paulo 14 jul 2017, 17h01

Um ônibus elétrico alimentado por baterias começa a circular pelas ruas da capital no final deste mês. A linha que receberá o coletivo ainda será definida pela prefeitura, mas a intenção é de que o ônibus entre em operação na região central.

Fabricado no Brasil, o veículo tem emissão zero de poluentes, baixo nível de ruído e autonomia de 300 quilômetros. E as baterias duram por até cinco horas.

Ele foi adquirido pela Ambiental, empresa responsável por operar os ônibus nas regiões central e leste da cidade. O valor do investimento, no entanto, não foi divulgado, e a reportagem não conseguiu contato com a companhia.

  • O veículo comporta 84 passageiros e possui ar-condicionado, entradas USB e wi-fi. A empresa chinesa de veículos elétricos e baterias, responsável pela fabricação, instalou-se em Campinas, no interior de São Paulo, há cerca de dois anos e meio. A capacidade de produção anual é de 400 veículos.

    A prefeitura estuda modelos de combustíveis limpos que devem ser adotados com a renovação da frota a partir da licitação que está em andamento.

    Segundo o secretário municipal de Mobilidade e Transportes, Sérgio Avelleda, a licitação ainda será tema de audiências públicas em universidades e na Câmara Municipal.

    (Com informações do Estadão Conteúdo)

    Continua após a publicidade
    Publicidade