Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

“Queria escutar do meu pai e do meu irmão: ‘eu quebrei'”, desabafa prefeito sobre morte de parentes

Márcio Gomes falou sobre as críticas que recebeu pelo fechamento do comércio e se emocionou ao final de coletiva

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 31 mar 2021, 17h45 - Publicado em 31 mar 2021, 17h41

O prefeito de Mongaguá, Márcio Gomes (Republicanos), fez um pronunciamento durante uma transmissão ao vivo na última terça-feira (30) para falar sobre a pandemia no município. Durante o discurso, Marcio se emocionou ao falar sobre o fechamento dos comércios, lembrando da morte do pai e do irmão, que eram comerciantes.

Gomes disse que preferia que os parentes tivessem quebrado financeiramente do que perdido a vida, como aconteceu. “Como eu queria hoje, sair dessa live e escutar do meu pai e do meu irmão: ‘Eu quebrei, o meu comércio quebrou’ […]. Eu não ouvi isso deles mais. Porque infelizmente, por essa doença, eles perderam a vida. E não existe nada mais precioso que a vida de vocês”, disse o prefeito.

O político perdeu o pai, Givaldo Alves Gomes, de 64 anos, em 22 de março, para a Covid-19. No dia 28 de março, morreu o seu irmão, Givaldo Melo Gomes Junior, 33, para a doença. Durante a live o prefeito cobrou que a população siga as orientações da fase restritiva. “Vi algumas pessoas, ligadas a academia e ao comércio, dizendo que o ‘prefeito quer fechar o comércio’, que o prefeito ‘quer quebrar a cidade”, afirmou Gomes.

“Tudo o que eu pude fazer para conciliar as duas coisas, proteger cidadão de Mongaguá e o comércio tentar sobreviver, vocês podem dizer que eu fiz o máximo do que eu pude”, rebateu.

Em Mongaguá os supermercados funcionam somente durante a semana, até as 20h e hotéis, pensões e imóveis de temporada não podem receber hóspedes: as regras tentam conter a frequência de turistas da capital paulista, após a gestão Bruno Covas (PSDB) decretar um megaferiado.

Veja o trecho da coletiva:

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)