Clique e assine por apenas 6,90/mês

Polícia realiza operação contra roubo e receptação de motos

Operação chamada Terremoto tem como um dos principais alvos depósitos clandestinos em lugar conhecido como “boca das motos”

Por Redação VEJA São Paulo - 17 jan 2017, 13h34

Policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) cumprem 31 mandados de busca e apreensão na manhã desta terça-feira (17), em Operação chamada Terremoto, ofensiva contra uma das principais conexões entre roubo de motos, receptação e comércio ilegal de peças.

Segundo o Deic, a operação tem como principais alvos depósitos clandestinos de equipamentos instalados na área conhecida como “Boca das motos”, no bairro de Campos Elíseos, na região central. Também estão previstas ações em Diadema, Taboão da Serra e Caieiras.

Ainda, segundo o Deic, as investigações começaram em outubro passado, quando policiais da Delegacia de Investigações sobre Roubo e Furtos de Veículos (1° Divecar) identificaram um homem envolvido no roubo de motos, com a localização de quinze chassis armazenados numa favela em Perus, na Zona Norte. Isso permitiu aos policiais fazerem uma radiografia de como funcionavam as conexões entre roubos, desmanche e distribuição de peças.

A operação, segundo o Deic, conta com 100 policiais da Delegacia de Investigações sobre Roubo e Furtos de Veículos, 3ª Divecar (Delegacia de Investigações sobre Desmanches Ilegais) e Divisão de Operações Especiais (DOE), que inclui o Grupo Armado de Repressão a Roubos (Garra), Serviço Aerotático (SAT) e Grupo Especial de  Resgate (GER). Também participaram agentes do Detran e da prefeitura regional da Sé.

Publicidade