Festival de criatividade, o Pixel Show planeja sua maior edição

Marcada para sábado (10) e domingo (11), no espaço Pro Magno, na Zona Norte, o evento pretende bater recorde de frequentadores, com 45 000 participantes

Desde seu lançamento, em 2005, o Pixel Show se tornou o principal festival de criatividade da América Latina. O evento, que reúne arte, games, tecnologia e empreendedorismo, começou no Museu da Imagem e do Som (MIS) com apenas 300 visitantes. Foi crescendo e precisou migrar quatro vezes para espaços maiores desde então. Em sua 14ª edição, marcada para sábado (10) e domingo (11), no espaço Pro Magno, na Zona Norte, pretende bater seu recorde de frequentadores, com 45 000 participantes.

Em 2017, foram 40 000 pessoas. “A cada ano, nosso público cresce entre 20% e 30%”, comemora o publicitário Allan Szacher, de 41 anos, idealizador da iniciativa e dono da editora Zupi. Ele teve a ideia para o projeto em 2004, após retornar de uma viagem pela Oceania, quando entrou em contato com outros programas de economia criativa.

Para ajudá-lo na missão, chamou o irmão, o administrador Símon Szacher, 38. “O Allan é o Photoshop e eu sou o Excel”, brinca Símon, diretor executivo do Pixel. O evento, que ocupará uma área de 15 000 metros quadrados, tem uma extensa agenda que inclui debates, workshops e exposições.

As atrações vão de uma oficina que ensina a criar produtos fáceis em casa a apresentações de tecnologia de ponta para a indústria cultural. Como novidade para esta edição, aparece a ampliação da chamada Conferência Internacional de Criatividade, coração do festival, que discutirá em um auditório principal e sete salas temáticas assuntos como empreendedorismo, animação, design e música.

Batizado de Voice, um ambiente reunirá profissionais de dublagem e locução, entre eles Wendel Bezerra, voz dos personagens Bob Esponja e Goku. Serão 250 palestras, com nomes do calibre dos americanos Larry Katz, diretor assistente de filmes como Capitão América: o Primeiro Vingador e X-Men: Primeira Classe, e Terrence Masson, integrante da equipe de efeitos especiais de longas da saga Star Wars.

No time brasileiro, destacam-se o artista plástico Guto Lacaz, a cantora Mariana Aydar e a apresentadora Raiza Costa, do programa Rainha da Cocada, no GNT. Os ingressos para as palestras devem ser adquiridos pelo site www.pixelshow.co. O pacote para todas elas custa 200 reais, porém as salas ficam sujeitas à lotação. Está disponível também um combo VIP, que evita filas, por 280 reais.

Obra de Eric Stanley: um dos palestrantes

Obra de Eric Stanley: um dos palestrantes (Divulgação/Veja SP)

O Pixel Show traz ainda uma feira, em que 80% da agenda é gratuita, com simuladores, jogos de realidade virtual e arena musical. Em tempos de crise, fique de olho no Espaço RH, fruto de uma parceria com o site Trampos.co, no qual profissionais de áreas como comunicação, arte, publicidade e games podem ficar frente a frente com recrutadores. No Espaço Makers, artistas independentes têm a oportunidade de apresentar e vender trabalhos autorais.

Os geeks conseguem aproveitar também uma exposição de consoles antigos de videogames. Para as crianças, deve agradar o encontro de aficionados de Lego, quando se construirá uma bandeira gigante com as pecinhas, e as atividades de montagem com blocos de plástico. A tradicional companhia infantil de teatro Pia Fraus apresentará um espetáculo de bonecos.

Em relação aos workshops, encontram-se 48 opções que custam 160 reais cada uma (com material incluso). Há temas como brinquedos de crochê, escultura, modelagem e lettering. A identidade visual do evento, que abrange traços urbanos, fica a cargo da dupla Marmota vs. Milky, formada pelos artistas visuais Carlos Lemos e Fabiana Arashiro, ambos de 34 anos. Antes visitantes, eles acabaram convidados para a missão. “No nosso primeiro festival, saímos de lá encantados”, lembra Fabiana.

Os irmãos Allan e Símon se mostram orgulhosos do que conseguiram até agora, instigando o empreendedorismo e a cultura. “O Pixel é um projeto 100% brasileiro. Queremos acabar com o complexo de achar que o que vem de fora é melhor. Aqui tem muita gente boa”, afirma Símon.

PROGRAME-SE

Confira destaques da 14a edição do Pixel Show, na Casa Verde

É GRÁTIS. A feira contará com doze simuladores de realidade virtual, entre eles jogos como Arkave e Venturium. Fique de olho na exposição interativa de Lego, com mais de 500 metros quadrados de área, que terá castelos medievais e personagens de Star Wars. As crianças de 2 a 12 anos também poderão se divertir montando cidades reais com as peçonas de EverBlock, no Espaço Kids.

AGENDA PAGA. A Conferência Internacional de Criatividade, coração do evento, trará 250 palestras de diversos temas, que ocorrerrão no auditório principal e em outras sete salas temáticas. Destaque para Larry Katz, diretor assistente de Capitão América: O Primeiro Vingador e X-Men: Primeira Classe, e Eric Stanley, artista plástico disléxico, que cria obras com várias camadas de papel e efeito em 3D. Ele apresentará a palestra Dislexia, Tecnologia e Sensibilidade.

Pixel Show. Pro Magno. Avenida Professora Ida Kolb, 513, Casa Verde. Sábado (10) e domingo (11), 8h às 22h. Transporte gratuito do ① Barra Funda. Entrada grátis.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s