Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Pinheiros: uma São Paulo que você precisa conhecer

Antes de ser importante centro comercial, o bairro já foi vila indígena. Hoje, é uma das regiões mais queridas da cidade

Por Abril Branded Content 10 abr 2018, 10h00

Nem todo mundo sabe, mas Pinheiros é um dos bairros mais antigos de São Paulo. A criação da região, que tem 458 anos, remonta à história da própria cidade, fundada apenas seis anos antes, em janeiro de 1554. Antes de se tornar o importante centro comercial que é hoje, Pinheiros já foi uma vila indígena e concentrou quilombos.

Os ares coloniais ficaram para trás com o crescimento da cidade após a independência do Brasil e com o desenvolvimento do comércio na região, especialmente após a inauguração do Mercado Municipal de Pinheiros. Mas foi só a partir de 1925 que o bairro começou a tomar a forma que conhecemos hoje.

Todo o planejamento de Pinheiros foi feito pela Cia. City, empresa londrina reconhecida pelos projetos de urbanismo. A companhia se instalou em São Paulo em 1912, um ano depois de sua fundação pelo francês Joseph Bouvard. O lugar foi inspirado na obra do arquiteto inglês Barry Parker, que valorizava áreas verdes, ruas largas e arborizadas. A ideia foi criar um “bairro jardim”.

O bairro se modernizou e hoje é um exemplo de experiência urbana bem-sucedida. Segundo dados do portal Moving Imóveis, Pinheiros é um dos dez bairros mais procurados para se morar na capital paulista. O local reúne escritórios, restaurantes renomados, lojas de design e pontos culturais importantes que privilegiam cultura, lazer e bem-estar. Ao mesmo tempo, continua uma das regiões mais bonitas da cidade, graças às várias praças e à rica arborização das ruas.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade