Continua após publicidade

Quem foi Paulo Vaz, ativista transexual que morreu aos 36 anos

Conhecido também como Popó, ele era investigador da Polícia Civil e uma importante voz da comunidade LGBTQIA+

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 27 Maio 2024, 22h18 - Publicado em 15 mar 2022, 13h01

Foi divulgada na noite de ontem (14), pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), a morte do policial e ativista trans Paulo Vaz, aos 36 anos. As circunstâncias da morte não foram divulgadas.

Também conhecido como Popó, Vaz era mineiro de Belo Horizonte e investigador da Polícia Civil em Ibiúna, interior de São Paulo, desde 2018, além de uma importante voz da comunidade LGBTQIA+.

View this post on Instagram

A post shared by ANTRA (@antra.oficial)

Transexual, o ativista era casado desde 2019 com Pedro HMC, criador do canal no Youtube Põe na Roda, de informação, cultura e entretenimento LGBTQIA+.

Continua após a publicidade

Em entrevista ao g1 em 2018, Paulo contou que iniciou a transição em 2016. Na época, o investigador se pronunciou publicamente em defesa do policial Leandro Prior, que sofreu ataques homofóbicos após aparecer em vídeo beijando outro homem enquanto usava farda.

Paulo se tornou conhecido por ser um dos poucos homens trans a trabalhar na polícia, e usava seu alcance para lutar contra a transfobia. Confira algumas homenagens de personalidades nas redes:

Continua após a publicidade
View this post on Instagram

A post shared by Fernando Oliveira (@fefito)

+Assine a Vejinha a partir de 12,90.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.