Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Gangue de “palhaços” faz família refém e assalta sítio em Lins

Bandidos renderam o caseiro, sua mulher e um filho por sete horas e levaram vinte cabeças de gado, além de outros objetos e dinheiro

Por Estadão Conteúdo Atualizado em 27 dez 2016, 15h11 - Publicado em 20 out 2016, 17h05

Bandidos usando máscaras de palhaço renderam a família de um caseiro e assaltaram um sítio na Rodovia David Eid (SP-381), na quarta (19), em Lins, no interior de São Paulo. Entre as vítimas estão o funcionário, sua mulher e um filho. Todos foram amarradas e mantidos reféns por sete horas. Durante a ação dos criminosos, três amigos da família chegaram à casa e também foram rendidos.

+ Alimentos que você armazena errado e não sabia

O bando roubou vinte cabeças de gado, o carro do casal, 2 400 reais em dinheiro, três aparelhos celulares, além de eletrodomésticos da propriedade. A família só conseguiu se livrar das amarras após a fuga dos bandidos.

De acordo com a Polícia Civil, mais de quatro homens participaram do assalto e dois deles usavam máscaras de palhaço para evitar um possível reconhecimento facial. O grupo utilizou um caminhão “boiadeiro” para carregar o gado. Na tentativa de encontrar o bando, a polícia requisitou imagens de câmeras instaladas em rodovias da região, mas até o início desta quinta-feira (20), nenhum responsável pelos crimes foi identificado.

+ Após ser preso, Eduardo Cunha é removido do grupo peemedebista no Whatsapp

Furto e roubo de gado estão se tornando comuns no interior paulista. No último dia 7, ladrões invadiram o Instituto de Zootecnia, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado, em Nova Odessa, e levaram 44 cabeças de gado novas, ou novilhos, usadas em pesquisas sobre a qualidade do leite. A Polícia Civil recuperou 31 animais.

Continua após a publicidade
Publicidade