Clique e assine por apenas 6,90/mês

Número de moradores de rua cresce 52% na capital paulista

Prefeitura apontou, entre diversos motivos, a crise econômica como um dos fatores que impulsionaram o aumento

Por Redação VEJA São Paulo - 30 jan 2020, 19h45

A população em situação de rua da cidade de São Paulo cresceu 52% entre 2015 e 2019. De acordo com o censo realizado pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social o número registrado no ano passado chega a 24 000 pessoas.

Em 2015 eram 15 905. “Em relação ao aumento, há um conjunto de fatores que levaram essas pessoas às ruas, entre elas a crise econômica, desemprego, renda, conflitos familiares, moradia, uso abusivo de álcool e drogas”, afirmou em nota a secretaria, sobre o crescimento.

O dado é o maior desde que a prefeitura começou a realizar a pesquisa, em 2000, quando eram 8 706 pessoas em situação de rua. Em 2009 o número era de 13 666 e em 2011, 14 478. Na sexta-feira (31) uma coletiva será realizada pela secretaria, que dará mais detalhes sobre o censo realizado no ano passado.

 

Continua após a publicidade
Publicidade