Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

“Não lembro de ter falado ´imbecis’”, diz Datena sobre Doria e Haddad

Em entrevista a Vejinha, apresentador da Band usou o termo para se referir a João Doria e Fernando Haddad. Ouça as gravações

Por Sérgio Quintella Atualizado em 24 abr 2020, 14h22 - Publicado em 24 abr 2020, 14h14

O apresentador José Luiz Datena, da TV e Rádio Bandeirantes, afirmou nesta sexta-feira (24) não se lembrar de ter dito a palavra “imbecis” para se referir ao governador João Doria (PSDB) e ao ex-prefeito Fernando Haddad (PT). Em entrevista ao Papo Vejinha desta semana, Datena disse que ambos foram imbecis em ações realizadas nos Arcos da Rua Jandaia, no centro.

A entrevista está gravada.

Durante a gestão do petista, em 2015, o monumento foi grafitado por artistas. Na administração seguinte, Doria apagou os desenhos e pintou a estrutura, construída entre 1908 e 1913. 

Durante seu programa na Rádio Bandeirantes, nesta sexta (24), no entanto, Datena disse não se lembrar de ter dito a palavra. Falou também que foi cobrado por telefone pelo tucano. “Acordei já recebendo um recado do governador João Doria sobre uma matéria que saiu na revista Veja [São Paulo]. Imbecis eu não lembro de ter falado, Doria. Acho que podem ter tomado atitudes imbecis alguns dos dois. Eu tomo atitudes imbecis todo dia.”, afirmou. “Às vezes você dá uma entrevista e pinçam detalhes do contexto. Acho que o repórter carregou nas tintas. Está gravado, é só dizer mais ou menos o que foi colocado. Eu não chamei ninguém de imbecil”.

Para comprovar que Vejinha publicou apenas o que foi dito por Datena, veja as transcrições e os respectivos áudios.

Assine a Vejinha a partir de 6,90.

“Os dois foram imbecis. Porque você grafitar um negócio do começo do século [passado] é uma interferência na arquitetura da cidade. Tombada é a cabeça desses caras. Um se acha aluno de Deus e outro se acha Deus. Você acha que pode interferir por exemplo numa obra do começo do século passado?”, disse Datena a Vejinha.

 

Continua após a publicidade

Em outro momento, o apresentador falou: “Você grafitar é uma imbecilidade, e pintar, como o Doria pintou, é outra imbecilidade. É uma imbecilidade ao quadrado. Dois caras que se dizem extremamente culturalmente acima da média da inteligência.”

 

Continua após a publicidade

“O Difícil entre esses caras é achar um burro, são todos inteligentes. Não dá para fazer uma média desses caras”, completou.

 

Continua após a publicidade

Abaixo, link do programa “90 minutos”, em que Datena comenta não se lembrar de ter se referido a Doria e Haddad como “imbecis”.

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
  • Continua após a publicidade
    Publicidade