Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Músico é alvo de ovadas durante apresentação no litoral de SP

"Humilhado", disse artista que toca nas ruas para sustentar filho de um ano

Por Redação VEJA São Paulo 10 out 2021, 17h53

O violoncelista Luiz Felipe Salinas Almeida, 20, estava tocando na Avenida Floriano Peixoto, em Santos, litoral de São Paulo, quando foi atacado com ovos na semana passada.

O instrumento, apelidado de ‘Tonha’, foi atingido. O objeto é presente ganhado pelo bisavô do músico há oito anos. Luiz viaja entre os estados de Minas Gerais e São Paulo tocando nas ruas e em comércios para pagar a pensão alimentícia do filho pequeno, de um ano e seis meses

View this post on Instagram

A post shared by Luiz Felipe Salinas Almeida (@salinas.015)

“Olhei para o instrumento, mas não tinha quebrado. Então, percebi que estava todo sujo e se tratava de ovos”, conta o artista, natural de Sorocaba, no interior paulista. “Olhei pra cima e procurei quem tinha feito isso, mas não encontrei. A pessoa se escondeu em seguida”.

“Me senti muito envergonhado, humilhado. As pessoas se revoltaram e uma multidão se formou ao meu redor. Eu não assimilei na hora o que aconteceu, mas queria que as pessoas saíssem de perto de tanto constrangimento que estava sentindo”, desabafou.

Outro músico ajudou Luiz e compartilhou o ocorrido nas redes sociais. Luiz se abrigou embaixo de um toldo continuou tocando. “Minha caminhada está aí há dois anos. Com certeza não é isso que me fará parar”, diz.

Continua após a publicidade

Publicidade