Clique e assine por apenas 6,90/mês

Professora é presa após cometer injúria racial

Mulher, que chamou uma gerente e uma ajudante geral de "neguinhas", foi liberada após pagar fiança de 1 500 reais 

Por Veja São Paulo - Atualizado em 5 dez 2016, 12h17 - Publicado em 7 jul 2015, 17h09

No último domingo (5), uma professora foi presa em flagrante após cometer injúria racial contra duas mulheres. O caso aconteceu na Vila Formosa, Zona Leste. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, a mulher de 45 anos foi liberada após pagar 1 500 reais de fiança. 

+ Policial reage a assalto e mata criminoso em ônibus

O caso aconteceu na Avenida Dr. Eduardo Cotching, em uma loja de roupas. Na ocasião, a professora teria se referido a duas mulheres, uma gerente de 21 anos e uma ajudante geral de 42 anos, como “neguinhas”. 

+ Dilma sanciona lei que torna crime hediondo o assassinato de policiais

As vítimas foram até a Polícia Militar. Quando voltaram à loja com os policiais, a professora foi econtrada na companhia de seu marido saindo do estacionamento do local. Ela recebeu voz de prisão em flagrante e foi levada para o 31º Distrito Policial, na Vila Matilde. 

+ Acompanhe as últimas notícias da cidade

Segundo a SSP, uma testemunha confirmou ter presenciado as ofensas verbais contra as vítimas.

Continua após a publicidade
Publicidade