Clique e assine por apenas 6,90/mês

Corpo de mulher assassinada pelo namorado vai para Goiânia

Ele entrou junto com entregador de pizza para no apartamento da vítima

Por Veja São Paulo - Atualizado em 1 Jun 2017, 15h51 - Publicado em 13 Nov 2016, 13h26

Liberado na madrugada deste domingo (13) pelo Instituto Médico Legal, o corpo de Edna Amaralina da Silveira, de 28 anos, assassinada com oito tiros dentro do apartamento onde morava no Paraíso, será levado para Goiânia, onde vive sua família. Além de Edna, um rapaz que estava no apartamento também foi alvejado. O homem de 42 anos contou que o autor dos disparos é Hugo Alexandre Gabrich, ex-namorado de Edna. O ex-casal morou juntos no interior de Goiás por quase seis anos, mas estava separados. Ela se mudou para São Paulo há apenas 4 meses, quando tinha conseguido na Justiça uma medida protetiva contra o ex — que estava fazendo ameaças. 

Edna assassinada paraíso
Edna assassinada paraíso

O crime aconteceu na Rua Cubatão, por volta das duas da manhã de sábado (12). Um homem que estava no local também foi baleado, mas sobreviveu e foi encaminhado ao Hospital Samaritano. Ele corre o risco de ficar paraplégico.  

+ Motorista de Uber é assassinado na Zona Sul

Hugo assassino paraíso
Hugo assassino paraíso

De acordo com a PM, Hugo Alexandre Gabrich invadiu o prédio onde chegou a morar com Edna quando um entregador de pizza se aproximou do portão. Segundo depoimento do zelador, Edna já havia dado ordens expressas para não permitir a entrada do ex-namorado no condomínio. Desde julho, ela conseguiu na Justiça uma medida protetiva que impedia o ex-namorado de se aproximar dela e de seus familiares. 

Segundo o registro da ocorrência, vizinhos chegaram a ouvir os disparos e foram até o apartamento verificar o que estava acontecendo. Foi quando Edna e o homem não identificado foram encontrados caídos e ensanguentados. Foi ele quem disse aos policiais que os tiros foram disparados por Garich, que ainda não foi localizado.

Publicidade