Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

MP denuncia mãe por agredir, asfixiar e matar menino Gael, de 3 anos

Laudo necroscópico aponta sinais de maus-tratos e diz que criança teve o nariz e a boca tapados e o pescoço apertado

Por Redação VEJA São Paulo 21 Maio 2021, 11h43

Andréia Freitas de Oliveira, de 37 anos, foi denunciada pelo Ministério Público por assassinar o filho Gael de Freitas Nunes, de três anos. A Promotoria também pediu à Justiça um exame de insanidade mental na mulher.

O menino Gael morreu por asfixia após ser agredido no dia 10 de maio em um apartamento na Bela Vista, região central de São Paulo. A tia-avó foi quem encontrou a criança caída no chão da cozinha, já desacordado. Ele foi levado a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Laudo necroscópico aponta sinais de maus-tratos. Também diz que Gael teve o nariz e a boca tapados e o pescoço apertado. Ele sofreu traumatismo craniano e fratura no crânio, de acordo com os médicos. Perícia apontou ferimentos causados pelo anel que a mãe usava.

Andréia está presa preventivamente desde então. Interrogada, ela se manteve em silêncio. O advogado dela ainda não comentou a denúncia do MP. Anteriormente, disse que a mãe do menino não assumiu que cometeu o crime e que ela não lembrava de nada.

Continua após a publicidade
Publicidade