Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Motoboys se revoltam e destroem portão e carro de suposto cliente golpista

De acordo com os entregadores, o homem teria o hábito de pedir comida e depois alegar não ter recebido as encomendas

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 23 fev 2021, 09h53 - Publicado em 23 fev 2021, 09h52

Motoboys que trabalham com aplicativos de entrega de comida se revoltaram e invadiram a casa de um cliente e depredaram o carro do homem no último domingo (21) em Bauru, no interior de São Paulo. A atitude teria sido tomada após golpes por parte do cliente: ele teria o hábito de pedir comida e depois alegar não ter recebido as encomendas.

Nas imagens, que circulam nas redes sociais, é possível ver o grupo se reunindo na frente da casa. Os motoboys derrubam o portão da garagem e, sem seguida, entram no local para atacar o veículo. De acordo com os entregadores, com a ação do homem, eles chegam a ficar impedidos pelo aplicativo de realizar entregas, o que afeta a renda.

O homem não foi encontrado para comentar o caso e a Polícia disse que não há Boletim de Ocorrência sobre a situação. O Sindmoto, que representa a categoria na região, disse que repudia “atos de vandalismo praticados contra patrimônio público ou privado de qualquer natureza bem como racismo e de apologia à violência”.

  • Publicidade