Três pessoas morrem após briga em pancadão na Zona Sul

Os rapazes entre 23 e 34 anos levaram tiros durante confusão

Três homens morreram baleados e outro ficou ferido após uma briga durante um pancadão na região do Jardim Catanduva, na Zona Sul da capital paulista, na noite deste domingo (13). As vítimas fatais foram identificadas como Otavio Pereira Dias, Paulo Henrique de Azevedo e Anderson de Paula Guedes. Tinham entre 23 e 34 anos.

O crime ocorreu após uma “briga generalizada” na Rua Doutor Renato Bueno Neto, ao lado de um posto de gasolina, por volta das 21h10, segundo a Polícia Militar. No momento dos disparos havia uma aglomeração no local, onde acontecia um baile funk.

Alvejado, Otávio Pereira Dias, de 34 anos, morreu na hora. Guedes, de 23 anos, e Azevedo, de 31, foram levados ao Hospital do Campo Limpo, também na Zona Sul, mas não resistiram aos ferimentos.

O único sobrevivente, um jovem de 18 anos, está internado, mas não há informações sobre seu estado de saúde.

A Polícia Civil investiga quem são os autores do crime – até o momento, ninguém foi preso. O caso foi registrado no plantão do 89º Distrito Policial (Portal do Morumbi), mas deve ser investigado pelo Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Oscar Antonio Lima

    — É preciso que nossas autoridades tomem imediatas providências contra essa desgraça chamada “pancadão de funk”!!!.. Tudo o que não presta rola nisso aí: drogas, bebidas, barulho ensurdecedor, prostituição, sexo em vias públicas e meninas menorees de idade engravidando sem nunca saber que é o pai…

  2. Pros Pancadões terem um fim precisa de mais ações da Policia.
    Esses frequentadores tem medo da policia e so deles irem ate o local sempre adianta alguma coisa.
    Moro em Paraisópolis, local que ja foi chamado de favela do morumbi e hoje por conta do baile funck que vem sendo cada vez mais divulgado as pessoas chamam esse lugar de DZ7.
    Enquanto a PM vinha até a comunidade o baile funck era menor. Varios tipos e comercio estao fechando suas portas pra no lugar abrir depositos de bebidas.
    Todos os moradores sofrem com isso, nao podem descansar nem ter uma vida mais digna. Nos dias de pancadão a janela da minha casa chega a tremer. Peço a quem quer que seja que nos ajude.
    Se acabaram com o pancadão na cidade tiradentes sei que também podem acabar com isso em Paraisópolis.

  3. Sei que os moradores de Paraisópolis sao descriminados pelo local que moram, vivo em um lugar onde a maioria esmagadora é formada por trabalhadores. Nao podem generalizar e esquecer daqueles que nao se envolvem no crime, que levam suas vidas honestamente. As pessoas poderiam ser mais sensiveis e pensar na dor do outro. Ajudem nos