Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Morre subtenente da PM que foi baleado na cabeça em 2019

Everton Silva Dias passou dois anos lutando pela vida, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 9 dez 2021, 10h45 - Publicado em 9 dez 2021, 10h44

Everton Silva Dias, subtenente da Polícia Militar, morreu aos 45 anos depois de passar mais de dois anos lutando pela vida. Ele foi baleado durante uma troca de tiros em São Vicente, no litoral de São Paulo, em maio de 2019.

De acordo com a PM, a corporação entrou na comunidade Dique do Piçarro para verificar a viabilidade de uma operação e foi recebida a tiros por criminosos. Everton acabou atingido na cabeça por uma bala. Dois suspeitos também foram atingidos e morreram.

O policial foi socorrido, chegou a passar por cirurgia e foi internado em uma Unidade de Tratamento Intensiva. Seu estado de saúde desde então era considerado grave. Ele morreu na última quarta-feira (8). O velório acontece nesta quinta (9), assim como o sepultamento.

Continua após a publicidade

Publicidade