Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Morre o cantor e compositor João Gilberto

Artista gravou a primeira bossa nova; causa da morte ainda não foi divulgada

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 6 jul 2019, 16h54 - Publicado em 6 jul 2019, 16h51

Um dos criadores da bossa nova, o cantor e compositor João Gilberto morreu neste sábado (6) em sua casa no Rio de Janeiro. Quem deu a notícia foi seu filho João Marcelo, em postagem nas redes sociais. “Meu pai morreu. Sua luta foi nobre, ele tentou manter a dignidade à luz da perda da independência. Agradeço minha família por estar aqui por ele”, escreveu o filho do cantor.

A causa da morte ainda não foi confirmada, mas o artista sofria com problemas de saúd e era recluso há muito anos.

Cantor e violonista baiano, João Gilberto Prado Pereira de Oliveira fez história em 1959 ao lançar o clássico álbum “Chega de Saudade”, com a música homônima. Em dois anos, soltou ainda “O amor, o sorriso e a flor” e “João Gilberto”, discos  que apresentaram a bossa nova ao mundo.

Além de uma disputa judicial com a gravadora EMI, hoje controlada pela Universal, a respeito do valor de uma indenização, João ainda esteve envolvido em um embate familiar em 2017, quando foi interditado judicialmente pela filha, Bebel Gilberto. O episódio motivou uma briga entre Bebel e João Marcelo.

Continua após a publicidade
Publicidade