Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Em Ubatuba, moradores colocam fogo em pneus em protesto contra turistas

Ação bloqueou rodovia que dá acesso à cidade; caso ocorreu após o início do megaferiado na capital paulista

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 27 mar 2021, 14h46 - Publicado em 27 mar 2021, 14h42

Moradores da cidade de Ubatuba, no litoral norte do estado de São Paulo, bloquearam parte de um dos acessos à cidade como protesto a chegada de turistas na noite de sexta (26). O caso ocorre após o prefeito Bruno Covas (PSDB) antecipar diversas datas comemorativas na capital e criar um megaferiado.

O caso ocorreu na Rodovia Oswaldo Cruz, no sentido de quem chega na cidade saindo da cidade de São Paulo. Pneus foram colocados no meio da rodovia na altura do quilômetro 93. Os manifestantes atearam fogo nos objetos, durante a chegada de visitantes durante uma das fases mais duras da pandemia da Covid-19 no estado e no Brasil. O fogo foi apagado pelo Corpo de Bombeiros no início da madrugada deste sábado (27).

Diversas cidades da Baixada Santista implementaram barreiras sanitárias, temendo um deslocamento dos moradores da capital: foi o caso de Santos e Guarujá, por exemplo, que permitem a entrada apenas de moradores residentes e transporte de insumos indispensáveis, ou o comparecimento a consultas médicas.

Não foi o caso de Ubatuba. A cidade tenta na Justiça permitir o funcionamento de salões de beleza, academias e lojas de construção, o que não é permitido na fase emergencial do governo do estado. Decisão liminar impediu o município de abrir estes estabelecimentos e determinou que Ubatuba siga integralmente o Plano São Paulo.

Desde sexta a cidade implementou um rodízio “emergencial”, válido até o dia 4 de abril, em que veículos com placas ímpares só podem circular em dias ímpares, e automóveis com placas pares, apenas em dias pares. Outra ação foi proibir o uso de estacionamentos Zona Azul nas proximidades das praias de Ubatuba.

Continua após a publicidade

Confira o vídeo da manifestação:

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade